quinta-feira, 26 de abril de 2007

Pedagogia da Uergs: Prefeito se compromete com a retomada do curso

O prefeito José Fogaça se comprometeu a gestionar, junto a Reitoria da Uergs e ao Governo Estadual, o retorno do curso de Pedagogia em Educação Popular de Porto Alegre. A promessa foi feita na reunião com a Comissão Pró-reabertura do Curso realizada hoje, 26, no Paço Municipal.

Participando do encontro, a vereadora Sofia Cavedon (PT), vice-presidente da Comissão de Educação da Câmara Municipal, enfatizou que a parceria e o protagonismo do Executivo Municipal nessa luta é de muita importância. “Com a aprovação do Fundeb, impõe-se ainda mais a oferta de qualificação aos educadores que atuam na Educação Infantil, e esta responsabilidade é do poder público”. Ela destacou que o curso vinha qualificando-os e que somente na primeira turma 117 educadores se formaram em março deste ano.

A Comissão Pró-reabertura do Curso considerou o encontro muito frutífero, pois o Prefeito garantiu que na próxima semana agendará as reuniões com o Governo do Estado. A Comissão solicitou que a abertura de nova turma seja contemplada no processo de seleção de julho deste ano.

Conforme a presidente da Aeppa (Associação dos Educadores Populares de Porto Alegre), Leonilce de Deus, hoje 78 das 145 creches comunitárias da Capital já contam com educadores formados, mas que a demanda continua alta. “Só em Porto Alegre são mais de dois mil educadores aguardando formação, além dos que já freqüentam o curso normal nas escolas municipais Emílio Meyer e Liberato Salzano Vieira da Cunha.”

Segundo Rosa Mosna, do Conselho Municipal de Educação, diante da dificuldade de oferta do curso para os educadores populares em instituição pública, a Pedagogia na Uergs se torna fundamental. Ela resgatou que o CME participa do processo desde 2000, tendo em vista que o Conselho visa, em especial, a qualificação da educação.

Luciane Escouto, representante do CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente), enfatizou que a educação não é só um direito, mas tem que ter qualidade também. Eulália Nascimento, representando o deputado Raul Pont, lembrou ao Prefeito que a Pedagogia em Educação Popular desenvolvida na Universidade Estadual é uma necessidade, tendo em vista que, não só em Porto Alegre, mas também no interior do estado, a qualificação dos educadores atinge toda a sociedade.

A vereadora Sofia recordou ainda que o curso foi formatado especificamente para a sua população alvo: educadores populares, ou seja, pessoas que desenvolvem atividades educativas em escolas, creches ou instituições da sociedade civil organizada, ou até mesmo nas praças e ruas da cidade. “A experiência, infelizmente, foi interrompida na gestão do governador Germano Rigotto, que não criou novas turmas embora houvesse interesse do Executivo Municipal na ocasião”, salientou. Sofia lembra também que em recente reunião com o reitor da Uergs, Carlos Alberto Callegaro, ele afirmou que o curso será retomado.

Participaram da reunião a Comissão de Educação/CMPA, a Associação dos Educadores Populares de Porto Alegre, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, o Conselho Municipal de Educação e o Gabinete do Deputado Estadual Raul Pont.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao postar seu comentário, por favor, deixe seu contato para que possamos retornar. Obrigada.