sábado, 19 de maio de 2012

Educação e Cultura pautaram encontro com a Juventude

foto mario pepo
Educação e Cultura pautaram o encontro que a vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA) teve com a Juventude nesta sexta-feira (18), no final do dia. Segundo Sofia a discussão centrou nas saídas para os dilemas da Escola, como a reprovação, evasão e violência.

Os jovens apontaram como um dos elementos de aprendizagem a educação popular (não formal), pois na opinião deles o processo é dialogado e ela não é a detentora absoluta do saber. “A educação popular desenvolve no adolescente a consciência do lugar onde está e de como e porque as coisas acontecem”, afirmaram exemplificando com o Hip Hop. Eles também destacaram o papel das Igrejas na Educação. “Gostando ou não, as instituições religiosas oferecem um protagonismo aos jovens”, salientaram.

Uma das criticas mais salientadas no encontro foi relacionada ao projeto Escola Aberta, que desenvolve atividades nos finais de semana. “É um espaço pouco aproveitado para a reflexão, a critica, não estabelece a problematização das situações dos jovens, especialmente os da periferia”. Para eles são espaços que não produzem a consciência crítica.

Cultura 
O difícil acesso a cultura e aos espaços culturais da cidade foi o principal problema levantado pela juventude. Eles questionam por que os espaços existentes em Porto Alegre ainda estão circunscritos ao cooperativismo dos funcionários e citaram como exemplo o Centro Municipal de Cultura, o Teatro Renascença, o Ginásio Tesourinha, o Centro de Desenvolvimento Educacional do RS e o Planetário. “São equipamentos públicos culturais dos porto-alegrenses, mas não tem projeto de integração com as comunidades, especialmente as mais pobres, chegando inclusive ao ponto de cercarem esses espaços, como é o caso do Planetário”, afirmaram.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao postar seu comentário, por favor, deixe seu contato para que possamos retornar. Obrigada.