quarta-feira, 11 de julho de 2012

Plano Estadual de Cultura

Quem faz e milita pela Cultura, sabe o que falta!” Sofia Cavedon que participou do debate sobre o Plano Estadual de Cultura realizado em Porto Alegre.

Debate sobre o Plano Estadual de Cultura registra grande participação 

Para participar encaminhe sugestões para o e-mail planodecultura@sedac.rs.gov.br até 27 de julho.

Foto Camila Domingues
Mais de 200 pessoas, entre artistas, agentes culturais, educadores, produtores e gestores lotaram o Teatro Bruno Kiefer, da Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ), nesta quarta-feira (11), em Porto Alegre. O grupo apresentou contribuições sobre o planejamento de longo prazo para o Plano Estadual de Cultura, iniciativa até então inédita no Rio Grande do Sul.

A atividade denominada Diálogos Culturais CDES-RS foi organizada conjuntamente entre o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES-RS) e a Secretaria do Estado da Cultura (Sedac), foi a última da série de eventos Diálogos Culturais, promovidos para assegurar a participação social no processo de construção do Plano.

A importância do papel do Estado na promoção da cultura popular sul-rio-grandense foi o centro da convergência entre as manifestações. Os 10 colegiados setoriais da cultura, vinculados à Sedac, entregaram relatórios com contribuições para os diversos componentes culturais. Artes Visuais; Audiovisual; Circo; Culturas Populares; Dança; Livro, Leitura e Literatura; Memória e Patrimônio; Museus; Música; e Teatro, foram segmentos representados na atividade manifestando suas impressões sobre o Plano e reivindicaram demandas.

Novo momento para a cultura no Estado

Foto Divulgação SC
O secretário de Estado da Cultura, Assis Brasil, afirmou a compreensão do Governo Estadual de que a gestão pública deve atuar como fomentador para a valorização da cultura estadual, conciliando os elementos étnicos que compõem a sua diversidade. “Convocamos a sociedade a participar ativamente desse processo, independente de partido ou posição. Queremos que o Plano Estadual de Cultura seja ponto de união entre diversas tendências ideológicas”, explicou.

Uma síntese do texto-base do Plano Estadual de Cultura foi apresentada pelo adjunto da Sedac, Jéferson Assumção. Esclareceu que o documento vem sendo construído desde o ano passado e continua em fase de elaboração. “O Plano Estadual da Cultura é o instrumento para a atuação do Estado como indutor e promotor da cultura popular no Rio Grande do Sul”.

A universalização do acesso à arte, a participação da cultura no desenvolvimento socioeconômico e o aumento da capacidade de expressão são diretrizes do texto. Descentralização dos instrumentos de políticas culturais, intercâmbio de experiências e dispositivos para intensificar a participação social também são elementos abarcados pelo Plano Estadual da Cultura.

Saiba mais no Portal da Sedac/RS