segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Um chamado à indignação

Campanha Ponto Final na Violência contra as Mulheres e Meninas

O assassinato da enfermeira Marcia e seu filho Matheus são para nós a prova mais evidente do abominável machismo, daqueles ódios que não permitem às mulheres decidir por suas próprias vidas, da decisão de que se não está comigo não viverá com ninguém. Isso é absolutamente inaceitável.

No dia 7 de agosto estaremos nas ruas de Porto Alegre para dizer que não aceitamos uma morte mais. Que não aceitamos a impunidade, q busca de justificativas para tirar a vida de uma mulher e de seu filho. Que a sociedade deve envergonhar-se diante de fato tão cruel, sair do lugar de comodidade, abrir a janela de casa e a porta de casa para fazer entrar um mínimo de consciência e respeito aos direitos humanos.

No dia 7 de agosto, quando a Lei Maria da Penha faz mais um aniversário, é dia de dizer um basta à banalização da violência e dar um ponto final na justificativa a partir do ciúme.

Saiba mais...

Veja também: 
Mulheres assassinadas
Matéria publicada no Portal Zero Hora/Clicrbs