sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Novo comandante-geral da BM afirma que ampliará policiamento ostensivo

O coronel Fábio Duarte Fernandes assumiu o comando-geral da Brigada Militar

Foto Alina Souza/Palácio Piratini       
O coronel Fábio Duarte Fernandes assumiu, nesta sexta-feira (1º), o comando-geral da Brigada Militar, em solenidade realizada no Salão Negrinho do Pastoreio, no Palácio Piratini. O novo comandante-geral afirmou que a corporação priorizará o policiamento ostensivo e reduzirá o número de policiais que hoje exercem funções administrativas para reforçar o efetivo nas ruas.

Após dar posse ao novo comando, o governador Tarso Genro rendeu uma homenagem a cinco majores e capitães que atuaram no atendimento dos feridos no incêndio de Santa Maria. O chefe do Executivo afirmou que a história e a experiência da Brigada Militar a credencia como uma das melhores corporações policiais do país.

"Mas a política de segurança pública no Rio Grande do Sul ainda tem um longo período a percorrer", afirmou Tarso, ao acrescentar que as polícias civil e militar devem ser bem equipadas e armadas, responsáveis e com um controle interno e outro, social, sobre elas. "Desta forma é que o aparato de segurança vai se integrar na comunidade e vai saber agir diretamente contra o crime organizado".

Foto Caco Argemi/Palácio Piratini 
Além de reforçar o efetivo nas ruas, o novo comandante-geral, Fábio Fernandes, observou que ações como os Territórios de Paz e a Patrulha Maria da Penha serão priorizadas. "Com o ingresso dos novos policiais e as ações de valorização dos servidores, teremos uma nova realidade na segurança pública em nosso Estado", afirmou.

Ao despedir-se do cargo, o ex-comandante Sérgio Roberto de Abreu enalteceu as conquistas da corporação, como a implantação dos Territórios de Paz, a valorização salarial dos servidores, aquisição de novas viaturas e equipamentos e o ingresso de 2,5 mil novos policiais. Abreu lembrou, ainda, a atuação dos militares em outros momentos específicos, como no salvamento das vítimas dos alagamentos em São Lourenço e no combate a quadrilhas especializadas em assaltos, a exemplo dos casos ocorridos em Cotiporã e no bairro Azenha, em Porto Alegre.

Na solenidade, também foram empossados os demais integrantes do comando da BM. Os coronéis Silanus de Oliveira Melo e Alfeu Freitas Moreira assumiram como subcomandante e chefe do Estado Maior. A Casa Militar será chefiada pelo coronel Oscar Luiz Moiano.

Novas viaturas

Após o ato de passagem de comando, o governador realizou a entrega de 94 viaturas à Brigada Militar. Sessenta delas serão utilizadas pelo Comando de Policiamento da Capital e da Região Metropolitana. Outras 13, oriundas do Programa de Participação Cidadã, destinam-se a municípios do interior do Estado e 21 motocicletas reforçarão o policiamento no Vale do Rio Pardo e na região de Montenegro.

Matéria publicada no Portal do Governo do RS.