terça-feira, 19 de março de 2013

Cece visita escolas na Zona Sul

Como parte das ações visando à qualificação da educação em Porto Alegre, os vereadores que integram a Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Juventude (Cece) da Câmara Municipal visitaram, nesta terça-feira (19/3), a Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Ponta Grossa e a Associação Comunitária Crescendo Juntas (Lajeado-Lami), que desenvolve projeto socioeducativo conveniado com a Prefeitura.

Ao conferir as condições de ensino nos locais, os membros da Comissão anotam sugestões e reclamações e, quando necessário, buscam auxiliar na resolução dos problemas. “O nosso objetivo é, justamente, identificar como é possível colaborar com as instituições de ensino, a fim de contribuir na busca de soluções para as dificuldades encontradas, especialmente porque muitas vezes as direções não conseguem sozinhas”, explica Sofia Cavedon (PT), presidente da Cece.

Foto Ederson Nunes/CMPA 
Um caso concreto deste processo de mediação ocorreu na visita à Associação Comunitária Crescendo Juntas (Lajeado-Lami), que mantém convênio com a Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc) e atende 60 crianças e adolescentes entre 6 e 14 anos de idade que desenvolvem atividades no contra-turno escolar: o proprietário do local em que as atividades são realizadas exige a retomada da posse. “As crianças só estão aqui porque houve muita pressão”, atesta Tatiane Martins Machado, educadora social da entidade conveniada com a prefeitura – como parte do Serviço de Apoio Socioeducativo (Sase). O dono do local, Vilmar Stefani, garante que o espaço que ele quer de volta foi cedido, num acordo verbal, e, por isto, não haveria nenhum impedimento legal para que ele reassumisse o controle.

Diante das alegações das partes envolvidas, a Cece definiu como encaminhamento marcar uma reunião com a Fundação de Assistência Social (Fasc) – que é a responsável pelo Sase – para os próximos dias, a fim de entender melhor a situação e mediar o entendimento entre proprietário e direção da associação Crescendo Juntas. “Precisamos encontrar uma solução, nem que seja a compra do terreno ou que a prefeitura adquira outro espaço para construir uma estrutura física melhor”, defende Sofia, após saber que já existem recursos do Executivo para a aquisição de um terreno para construir um novo espaço.

Educação Infantil 

Foto Ederson Nunes/CMPA 
Na outra visita, desta vez à escola da Ponta Grossa, a diretora Josélia Moraes destacou as ações da Secretaria Municipal de Educação (Smed), mas apontou a burocracia na contratação de pessoal, que estaria ocasionando a constante falta de monitores e estagiários – ainda que o quadro de professores esteja completo. A Cece constatou, ainda, que as turmas de berçário estão funcionando em horário reduzido.

Com um trabalho reconhecido na comunidade, a escola da Ponta Grossa atende 160 crianças de até 6 anos de idade e possui uma fila de espera de outras dezenas.

Também participaram das visitas os vereadores Professor Garcia (PMDB), Tarciso Flecha Negra (PSD) e Séfora Mota (PRB). 

Fonte: Portal da CMPA.