quarta-feira, 13 de março de 2013

Mulheres do RS de luto!

Governador Tarso Genro decreta luto de três dias pela morte da secretária Márcia Santana 

Foto Claudio Fachel/Palácio Piratini
O governador Tarso Genro decretou luto de três dias em decorrência da morte da secretária estadual de Políticas para as Mulheres (SPM), Márcia Santana, na madrugada desta quarta-feira (13). A titular da pasta tinha 35 anos e era natural de Porto Alegre. O corpo será velado a partir das 10h30, no Salão Negrinho do Pastoreio, do Palácio Piratini, e o enterro está marcado para as 17h30, no Jardim da Paz, na Capital.

"A perda da secretária Márcia Santana entristeceu nosso Governo. A sua atuação sempre foi muito vívida e marcante, há uma comoção imensurável em nossa equipe. A morte da secretária Márcia Santana é uma perda incalculável para o Estado. Faremos o possível para dar seguimento ao trabalho iniciado por ela, para que esse legado seja sempre lembrado", lamentou o governador.

A última conquista de Márcia e a equipe da SPM para o Estado foi o Selo Pró-Equidade de Gênero e Raça. O selo é um reconhecimento às organizações públicas e privadas promotoras de equidade de gênero e raça/etnia no mundo do trabalho e é desenvolvido pela SPM Nacional, a ONU Mulheres e a OIT Brasil. O Rio Grande do Sul é o primeiro a receber esta certificação.

O laudo oficial da morte ainda não foi divulgado. Márcia Santana deixa o marido Claudiomiro Ambrózio, e os pais Adegar e Maria de Fátima.

Carreira

Ligada ao movimento feminista, Márcia Santana era assistente social e foi chefe de gabinete da então deputada Maria do Rosário. Foi diretora da Fundação de Proteção Especial do Estado, presidente da Associação de mulheres Viamonenses Mariá, sócia-fundadora do movimento pelo fim da exploração sexual de crianças e adolescentes do RS, secretária executiva da rede nacional de frentes parlamentares em defesa da infância no Brasil e assessora técnica da comissão parlamentar do Congresso Nacional - que investigou redes de exploração sexual de mulheres, crianças e adolescentes.

Fonte: Portal do Governo do Estado do RS