quinta-feira, 21 de março de 2013

Obras da Edvaldo Pereira Paiva - MPC irá analisar denuncias de vereadores

Foto Marta Resing
Documento questionando vários itens da obra de duplicação da avenida Edvaldo Pereira Paiva foi entregue pelos vereadores Sofia Cavedon e Marcelo Sgarbossa, ambos do PT da capital, ao procurador geral do Ministério Público de contas (MPC), Geraldo Da Camino, nesta quinta-feira (21/03).

O Procurador informou que o MPC já possui processos próprios tramitando, para cada obra da Copa, mas que o ângulo apresentado pelos vereadores ainda não havia sido apontado. “Vamos, junto com o MP Estadual, verificar os itens encaminhados, para após, tomarmos as medidas necessárias”, afirmou Da Camino. Os vereadores solicitaram uma auditoria nos custos da obra.

Conforme Sofia Cavedon, que integra a comissão que discutirá as diretrizes do parque Usina do Gasômetro, os projetos arquitetônicos, viários e de infra-estrutura não foram contratos por meio licitatório, “portanto sem garantia do melhor atendimento do interesse público”. Sofia ressalta ainda que não foi feito o Estudo de Impacto Ambiental da obra. “Recebemos do MP um laudo vegetal listando as árvores e a sua classificação, mas como será o impacto da retirada das árvores, com a proximidade do Guaíba e o tamanho da obra?”, questiona a vereadora explicando que com o EIA é possível apontar alternativas. Outro espanto, afirma Sofia, é o tempo recorde com que foram aprovados os projetos.

Também participou do encontro a bióloga Cintia Barenho, representando os moradores da região.

Veja também:
19 de março de 2013
Corte das árvores – Compromisso com o Parque foi consenso!