quarta-feira, 10 de abril de 2013

Servidores da Procempa fazem graves denúncias na Câmara

Foto Marta Resing
A Câmara Municipal de Porto Alegre suspendeu a sessão plenária desta quarta-feira (10/04), onde as e os vereadores avaliavam os 100 “piores” dias do governo municipal, para receber a comissão dos funcionários da Procempa (empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação da prefeitura), que estão em estado de greve.

“É grave o que denunciam: o projeto de lei do executivo, do final de 2012, apresentado como redutor de custo, na verdade, aumentou as gratificações das chefias e CCs da empresa. Supervisores recebem R$ 6.000 a mais e os gerentes R$ 9.000 a mais! Enquanto os trabalhadores do quadro há 20 anos sem avaliação e promoção na carreira”, destaca a vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA).

Além disso, denunciam: a prefeitura demitiu todos os CCs e os readmitiu. “Pagou todas as custas e está pagando salários mais altos”, salienta Sofia, lembrando “nós votamos contra e combatemos”.

Sofia elogiou a postura da Comissão dos Funcionários e do Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados do RS (Sindppd/RS), que antes de declarem a greve, buscam a negociação com a direção da Procempa e com o executivo e legislativo municipal. Conforme a secretária-geral do Sindicato, Vera Guasso, a categoria deve manter as reivindicações até o início da paralisação indicada para iniciar na próxima semana.

Reivindicações

A categoria reivindica reajuste salarial pelo IGP-M, retomada das promoções, assistência médica para aposentados e melhores condições de trabalho na empresa. Os trabalhadores estão em campanha salarial desde novembro do ano passado e vêm realizando mobilizações, quase que diárias, desde a quinta-feira da semana passada (04/04).

Os servidores também questionam o número de Cargos de Confiança da empresa. Segundo o sindicato da categoria, os 63 CCs empregados, atualmente, geram um custo mensal de R$ 350 mil. A Procempa possui em torno de 287 funcionários e 57 estagiários. É responsável pelo desenvolvimento, manutenção de softwares e provedor de internet dos departamentos e secretarias vinculados à Prefeitura de Porto Alegre.

Com informações do Portal do Sindppd/RS

Ouça: Servidores da Procempa aprovam início da greve