terça-feira, 28 de maio de 2013

Refloresta pede revitalização da EMEI Jardim de Praça Meu Amiguinho e da Praça Florida

Foto Francielle Caetano/CMPA 
"É preciso cobrar da prefeitura a realização de melhorias e a destinação de recursos para revitalizar o entorno da Emei e da praça." - Sofia Cavedon, presidente da Cece

Moradores do Bairro Floresta reivindicam a revitalização da Praça Bartolomeu de Gusmão, conhecida como Praça Florida, situada ao lado da Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Jardim de Praça Meu Amiguinho. Durante visita realizada ao local nesta terça-feira (28/5) à tarde, a Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Juventude (Cece) da Câmara Municipal, foi recebida pelo presidente do Grupo Refloresta, Carlos Augusto Alves.

De acordo com Alves, o Refloresta é uma associação que reúne moradores e empreendedores do bairro com o objetivo de buscar a revitalização do bairro. O grupo se reúne quinzenalmente para discutir melhorias. "Faltam condições para que os moradores utilizem a Praça Florida. Queremos buscar soluções para que eles voltem a frequentar este local", disse Alves, apontando o grande acúmulo de lixo como um dos problemas que impedem os moradores de utilizarem a praça. "Ela (a praça) é rota de passagem para a Vila dos Papeleiros. Próximo ao local, na Comendador Coruja, há também um albergue municipal."

Foto Francielle Caetano/CMPA 
Alves, que também é dono de um hostel no Floresta e presidente do Albergues da Juventude do Brasil, disse que a péssima iluminação na Rua São Carlos e o lixo acumulado na praça acaba atraindo os moradores de rua e usuários de drogas. Além disso, o local tornou-se um grande ponto de prostituição à noite. O empresário relatou que, no sábado, a comunidade recebeu a visita do prefeito em exercício, Sebastião Melo, que ouviu as demandas dos moradores e prometeu agilizar os processos para revitalização da praça na prefeitura. "Mas quando consultamos as secretarias municipais para saber informações, sempre recebemos a resposta de que as reivindicações estão em processo de análise", disse o morador.

Eventos 

De acordo com Alves, o Refloresta organizou uma feira de antiguidades na praça, no final de semana, e pediu que a prefeitura formalize o brechó, que ainda funciona informalmente. Eles também solicitaram à prefeitura que a praça abrigue, aos sábados, uma feira livre. O Refloresta ainda pediu à Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam) que instale uma pista de skate no local e pretende promover eventos culturais no bairro, com o apoio do poder público. "Pretendemos que a revitalização da Praça Florida seja apenas o começo de uma revitalização de todo o bairro. Mas precisamos do apoio do poder público para isso."

Ele também conta que, não raro, turistas chegam ao seu estabelecimento apavorados com as advertências que ouvem da população local sobre falta de segurança no bairro. "As pessoas alertam os turistas para que não permaneçam no bairro", disse Carlos Augusto Alves. "O bairro é reflexo de seus moradores. E se os moradores se retraem, pessoas que não moram no bairro tomam conta do local. Pessoas que não têm para onde ir acabam se instalando na praça."

Melhorias

Foto Francielle Caetano/CMPA 
Presidente da Cece, Sofia Cavedon entende que é preciso cobrar da prefeitura a realização de melhorias e a destinação de recursos para revitalizar o entorno da Escola Jardim de Praça Meu Amiguinho. “A praça precisa de mais iluminação, de esporte e oficinas que funcionem regularmente e atendam crianças, jovens e adultos.” A vereadora sugere que o local seja utilizado pela comunidade para a prática esportiva. Segundo ela, a presença de um professor que crie vínculos com a comunidade ajudaria a revitalizar o local. “Se a comunidade estiver unida, todas as melhorias que a prefeitura realizar serão potencializadas.”

Para Sofia, um dos grandes problemas da Praça Florida é a situação das pessoas em situação de rua que utilizam o local. “O problema dos moradores de rua é um assunto complicado de se tratar. Precisamos de uma intervenção da Assistência Social para nos dar alternativas e encaminhá-los para espaços de convivência”, afirmou. Outra demanda da comunidade, lembra a vereadora, é a realização da Balada Segura no bairro. "A Associação já solicitou ao Governo, mas ainda não foi atendida", destaca.

Fonte: Portal da CMPA.