terça-feira, 16 de julho de 2013

Rodoviários da capital pedem mais segurança

Foto André Ávila/CP 
Assaltos e violência nos ônibus motiva movimento dos rodoviários. Marcada reunião amanhã (quarta- 17/7) às 11h, com a Secretaria Estadual de Segurança!” – Sofia Cavedon 

Chamada para intermediar o diálogo com o governo estadual, Sofia Cavedon, vereadora petista da capital, esteve na manhã desta terça-feira (16/7) na manifestação dos rodoviários da Companhia Carris (linhas T8, T10, T43 e Campus Agronomia), que protestaram por mais segurança nos coletivos, paradas e terminais de ônibus.

Foto Sofia Cavedon
Por uma hora a avenida Bento Gonçalves, na zona Leste de Porto Alegre, esteve bloqueada pelos trabalhadores que afirmam que a média de assaltos é de um por dia. “Tenho seis anos de companhia e 15 assaltos”, declarou o representante da Comissão de Funcionários, o cobrador Luís Felipe Tavares Maciel, 29 anos. “Os registros são desde o primeiro horário até o último. Dois colegas foram esfaqueados e uma colega, espancada no último mês. Fora isso, há agressões de passageiros, revoltados com os atrasos”, disse. A categoria pede também o pagamento de insalubridade.

Sofia agendou uma reunião entre os rodoviários e a Secretaria da Segurança Pública (SSP), para esta quarta-feira. “Acompanhei a manifestação e falei com o secretário Airton Michels, que entendeu ser importante tanto a participação da Brigada Militar, quanto da Polícia Civil, neste encontro, já que a investigação é importante nesses casos”, afirmou.

O subcomandante do 19º Batalhão de Polícia Militar (19º BPM), major Alexandre da Rosa, os assaltos mencionados pela categoria não estão nos registros da corporação. “Primeiro eles tem que fazer ocorrência, porque não temos como saber que eles estão sendo assaltados”, declarou. Ele explicou que, com a formalização, seria possível direcionar melhor o efetivo e fazer a segurança de forma mais adequada.

Fonte: Portal do Correio do Povo