quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Caravana das Boas Práticas Pedagógicas - Cece conhece boas práticas pedagógicas na Vila Nazaré

Trabalho pedagógico da Instituição de Educação Infantil Maria de Nazaré se vê por todo o lado, do berçário ao jardim, encarnado e literatura! É o Caravana das Boas Práticas! - Sofia Cavedon

Foto Elson Sempé Pedroso/CMPA
O ruído provocado pelo pouso de aeronaves de grande porte não atrapalhou em nada a visita feita pelos integrantes da Comissão de Educação, Cultura, Esportes e Juventude (Cece) da Câmara Municipal de Porto Alegre à Instituição de Educação, Cultura e Esportes Maria de Nazaré, no Parque São Sebastião, Zona Norte. O espaço voltado ao atendimento em Educação Infantil e assistência social localizado ao lado do Aeroporto Salgado Filho foi fundado em 1987 pela igreja local, em parceria com a extinta Legião Brasileira de Assistência (LBA).

Em 2001, a instituição passou a ser administrada por um grupo da comunidade e ainda hoje é a única a prestar esse tipo de trabalho naquela localidade. Na visita, foi apresentado o projeto de incentivo à literatura e à arte que envolve a elaboração de trabalhos com base em obras de escritores e artistas reconhecidos ao longo da história.

Foto Elson Sempé Pedroso/CMPA
De acordo com a coordenadora geral da instituição, Eulina Martins Antunes, a Maria de Nazaré garante a atenção básica a 164 crianças e adolescentes na Educação Infantil, no Serviço de Atendimento Socioeducativo (Sase) e no Trabalho Educativo. “Só no berçário, temos 58 bebês na fila de espera”, disse. 

Apoio às famílias 

Eulina salientou que todos os atendidos são moradores da Vila Nazaré e muitos se encontram em processo de vulnerabilidade social. No local, as famílias também recebem apoio psicológico e assistencial, através do atendimento feito por profissionais contratados, que se somam às educadoras, a partir de convênios mantidos com a Secretaria Municipal da Educação e a Fundação Assistência Social e Cidadania (Fasc).

O trabalho pedagógico é presente em todas as salas da instituição, seja em desenhos, trabalhos em reciclagem e no material de apoio criado pelas próprias crianças e jovens para a organização do espaço e práticas de higiene. O destaque é um portfólio ambiental baseado na obra O Jardim, do pintor Monet, mas o ápice do esforço empregado pela coordenadora pedagógica, Ana Paula Fonseca, foi o prêmio conquistado junto à Nestlé, com o trabalho Casa de João e Maria, que contou com a participação ativa e direta das crianças na concepção e criação da casa comestível, em que vários objetos eram confeccionados de bolachas, chocolate e outros produtos alimentícios.
Foto Elson Sempé Pedroso/CMPA

A Maria de Nazaré conta com oficinas de dança, teatro e percussão em um espaço cedido pela comunidade onde antes os moradores realizavam os velórios. “Foi difícil, mas conseguimos convencê-los a mudar a lógica do espaço”, destacou Eulina à presidente da Cece, vereadora Sofia Cavedon (PT). A parlamentar explicou o objetivo da Caravana das Boas Práticas Pedagógicas e afirmou que os trabalhos selecionados farão parte de um livro reunindo as experiências de diversas instituições de ensino a ser editado pela comissão.

Sofia assumiu o compromisso de intermediar junto ao governo do Estado a cedência da área onde funcionava o anexo da Escola Estadual de Ensino Fundamental Ernesto Tocchetto. De acordo com Eulina, o espaço está abandonado e faz falta para a comunidade. “Podemos utilizar para outras atividades, reuniões que atualmente temos de fazer na igreja e, com a devida autorização, até aproveitar para a realização de atividades esportivas”, disse a coordenadora da Maria de Nazaré.

Fonte: Assessoria de Imprensa da CMPA.

Veja também:
Caravana das Boas Práticas Pedagógicas Alunos utilizam diários de classe como instrumento de evolução pedagógica