quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Araújo Vianna – Prazo para apresentar as medidas administrativas encerra hoje

Foto Porto Imagem 
Termina hoje (02/10) o prazo para o governo municipal se manifestar sobre as denúncias de irregularidades no contrato do Auditório Araújo Vianna, encaminhadas pela vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA) e acolhidas pelo Ministério Público de Contas do RS (MPC), que oficiou o Prefeito e a Secretaria Municipal de Cultura em 18 de agosto.

Conforme Sofia, até o momento (14:00) o MPC não havia recebido nenhum documento referente ao tema. “Recebemos informações que neste final de semana que passou até uma formatura foi realizada no Auditório Araújo Vianna. Se isso é verídico é um acinte da empresa Opus Promoções à população porto-alegrense”, salienta a parlamentar.

Denúncias apresentadas por Sofia: 

- Aluguel do Auditório - A empresa vem alugando o Auditório para a realização de atividades vedadas no contrato;
- Subaproveitamento dos espaços para eventos da Secretaria Municipal de Cultura (SMC) - 25% das datas para a realização de eventos da SMC não estão sendo cumpridos;
- Responsabilidade pelos serviços de manutenção, conservação, limpeza e segurança - Atualmente a a SMC paga aproximadamente R$ 10 mil por evento pelos serviços de limpeza e segurança;
- Salas para atividades próprias e espaços para ensaios - A Secretaria cedeu todas as salas à Opus, inclusive tendo desalojado a Banda Municipal de Porto Alegre;
- Alteração do nome do Araújo Vianna - O Auditório Araújo Vianna é um espaço cultural tombado pelo patrimônio histórico e seu nome não pode ser alterado ou sofrer apropriação por terceiros. Hoje a empresa usa o nome “Oi Araújo Vianna". 

Acesse a Recomendação do MPC.

 Veja também: 
Auditório Araújo Vianna - MPC acolhe denúncias de Sofia sobre as irregularidades no contrato