sábado, 19 de outubro de 2013

Arena do Grêmio: ...justiça se faça: a vereadora Sofia Cavedon (PT)...

"...justiça se faça: a vereadora Sofia Cavedon (PT), solitariamente, vinha levantando esta questão, em nome de todos os gaúchos, mesmo diante de todo o desgaste que isso possa representar."

Coluna do Flávio Pereira na edição deste Sábado no jornal O Sul. 

Porto Alegre, Sábado, 19 de Outubro de 2013.

Foto Vitor Kalsing
As compensações da Arena do Grêmio 
Tema ainda estaria mal resolvido, segundo o Ministério Público de Contas 

A notícia surgiu no início da noite de ontem: a Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e o Ministério Público de Contas recomendaram que a prefeitura da Capital não realize obras de mobilidade urbana nos arredores da Arena do Grêmio utilizando recursos públicos, e dá uma sugestão: que se paralisem as obras enquanto não transitarem em julgado as decisões das ações civis públicas ajuizadas pelo Ministério Público indagando a falta de contrapartida pela empreiteira OAS, responsável pela construção da Arena.

Sofia Cavedon

Foto Ederson Nunes/CMPA
O tema é delicado por envolver uma das paixões gaúchas, o Grêmio. Este colunista é gremista, mas, justiça se faça: a vereadora Sofia Cavedon (PT), solitariamente, vinha levantando esta questão, em nome de todos os gaúchos, mesmo diante de todo o desgaste que isso possa representar. Ela afirmou e foi publicado por esta coluna em meados de julho que "a prefeitura está assumindo as compensações que seriam da empreendedora".

A Azenha

Existem ainda outras dificuldades pela frente, segundo a vereadora Sofia: "Como ficará a Azenha com os 19 prédios da OAS que substituirão o Olímpico?". Segundo a vereadora, "são 72 metros de índices ganhos do poder público municipal e que em nada está beneficiando a população, pois a cidade recebe impactos de trânsito e ambientais graves e nenhuma medida mitigatória está sendo assumida pela OAS"

Coluna do Flávio Pereira  - O Sul.

Veja também a matéria publicada no jornal.