quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Cece visita III Mostra Científica no IFRS da Restinga

Foto Cristiane Moreira/CMPA
A Caravana das Boas Práticas Pedagógicas, promovida pela Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Juventude (Cece) da Câmara Municipal de Porto Alegre, presidida pela vereadora Sofia Cavedon (PT), visitou na manhã desta quinta-feira (31/10), a III Mostra Científica no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRS), no Bairro Restinga. A exposição, que começou ontem e se encerra hoje à noite, é um espaço para apresentação, discussão de trabalhos e projetos técnico-científicos elaborados por alunos e servidores do Instituto e das escolas de Ensino Fundamental e Médio das redes municipal, estadual e particular da Capital.

Segundo Thaís Teixeira da Silva, coordenadora do evento, o objetivo da Mostra é incentivar os estudantes a desenvolverem projetos com o intuito de promover a iniciativa, a criatividade e a inovação, bem como a preocupação com o meio no qual estão inseridos, e possibilitar a integração com colegas de outras instituições de ensino, de modo a ampliar suas relações, promovendo o intercâmbio de conhecimento e experiências.

Foto Cristiane Moreira/CMPA
O diretor-geral do IFRS-Campus Restinga, Gleison Samuel do Nascimento, informou que 200 estudantes inscreveram 80 trabalhos na mostra deste ano. Na tarde de hoje também acontecerá um campeonato de robótica que conta com a participação dos alunos e servidores, sob coordenação de uma comissão organizadora. O principal objetivo do 1º Rototec é formar alunos capazes de lidar com a tecnologia de robôs móveis inteligentes e estimular o estudo, a investigação e o aprendizado por meio de competições saudáveis de robótica.

Catamarã e robótica 

Foto Cristiane Moreira/CMPA
Sofia Cavedon visitou os estandes e conversou com os alunos. No estande da Escola Municipal Prof. Anísio Teixeira, do Bairro Hípica, em Porto Alegre, conheceu o projeto do Catamarã criado pelos estudantes Carlos Vinícius Carvalho Mandicaju, da 8ª série, Alana Duiningham, Julieli Alves e Pamela de Barros, da 7ª série. Eles explicaram o projeto. “É um meio de transporte que une rapidez, segurança, respeito ao meio ambiente e conforto para os passageiros. Com certeza, quero seguir nessa área, todo esse aprendizado está influenciando para o nosso futuro, vejo também o quanto isso me ajuda nas outras matérias, porque, na aula, aprendo a teoria e, no projeto, a prática”, destacou Carlos Vinícius.

Oito projetos de robótica proporcionaram 14 bolsas de pesquisa para estudantes de cinco escolas de Ensino Fundamental da rede municipal de ensino no ano passado. Eles integram um grupo de 48 jovens de todo o país que recebem incentivo de R$ 100,00 mensais do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Os prêmios são consequência de apresentação de trabalhos na Mostra Nacional de Robótica (MNR) 2012.

Fonte: Portal da CMPA.