sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Prefeito de Porto Alegre veta show em espaço público

Pelo direito à alegria pública, meu protesto! - Sofia Cavedon 

Foto Triathlon Thl
No dia da Música e do Músico, fomos fazer (Grupo Triathlon Thl) nossa apresentação de praxe em frente ao Mercado Público, no Largo Glênio Peres. Há certo tempo, inspirados pelos demais artistas de rua de Porto Alegre, decidimos levar nossa musicalidade às ruas. Levar cultura à população que  não tem acesso à cultura - típica falha do Poder Público.

Pois hoje, sexta-feira, dia 22 de novembro de 2013, fomos interpelados por um fiscal da Secretaria Municipal de Indústria e Comércio (SMIC), que disse estas palavras: "Por ordens do prefeito vocês não podem mais tocar aqui. Está proibido o som amplificado ao lado da Prefeitura". Em um breve diálogo, o fiscal corroborou de quem saiu o pedido: "Eu já vi shows de vocês aqui, curto a banda, mas são ordens do prefeito".

Ordens do Dono da Cidade. 

Cidade esta que está sucateada. Basta caminhar pela cidade, olhar para ela. É lixo espalhado por todos os lados, iluminação precária (apesar do propagandeado, a cidade anda às escuras). Sem contar a falta de investimento em Cultura. Sem contar a descumprimento do Plano Cicloviário. Sem contar o VETO TOTAL do prefeito ao Projeto de Lei que previa brinquedos para Portadores de Necessidades Especiais nas Escolas Municipais. Sem contar o VETO TOTAL do prefeito ao FunViaduto, ideia criada pelos comerciantes do Viaduto Otávio Rocha para que todo aluguel pago por eles fosse a um Fundo, que manteria e reformaria o monumento, muito usado pela prefeitura nos cartões postais e que tem uma realidade difícil - basta caminhar pelo Centro de Porto Alegre e ver o que falamos.

Enfim, poderíamos passar a tarde aqui elencando os problemas da cidade. Prefeito que fere a Constituição Federal, que diz no Artigo 5º inciso IX: "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;".

Essa é a Porto alegre do prefeito José Fortunati. Envergonhemo-nos, cidadãos porto-alegrenses. Envergonhemo-nos!

Conheça aqui Projeto, de autoria de Sofia Cavedon, que democratiza a cidade e permite apresentação dos Artistas de Rua