quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Centro de Referência da Mulher Vânia Araújo Machado em novo endereço

Foto Fattos e Fottos
A população feminina da Capital ganhou um novo espaço de combate à violência. 

Sofia Cavedon, vereadora petista da capital, participou nesta quarta-feira (18/12), da inauguração do novo Centro Estadual de Referência da Mulher Vânia Araújo Machado que foi transferido da Cidade Baixa para o Centro da cidade, na avenida Tuyuti, 10.

Novo centro ampliará atendimento presencial

“Não é só uma oferta de serviços, mas um incentivo à mobilização da sociedade, já que tudo isso só dará certo se a população se conscientizar”, comentou a secretária estadual de Políticas para as Mulheres, Ariane Leitão. O governador do Estado, Tarso Genro, também esteve presente no ato.

A principal diferença é que houve aumento no espaço físico que possibilitará atendimentos presenciais e assistência integrada no combate à violência, que está em torno de 50, 60 por dia, revelou a Secretária. O prédio, cedido pelo Instituto de Previdência do Estado (IPE), sofreu uma reforma no valor de R$ 178.489,46, pago pela Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM). A unidade também foi reaparelhada com equipamentos de informática, eletroeletrônicos, ar-condicionado, móveis, um veículo e aparelho de GPS.

O centro acolhe mulheres em situação de violência, realizando uma assistência sistemática, com o apoio de juizados e delegacias especializados no assunto. No local, elas são orientadas por psicólogas, advogadas e assistentes sociais. “Essa entrega é um primeiro passo rumo à Casa da Mulher Brasileira”, afirmou Ariane, referindo-se a um projeto do governo federal que concentrará serviços públicos de segurança, justiça, saúde, assistência social, acolhimento, abrigo e orientação para trabalho, emprego e renda, tudo no mesmo lugar.

O atendimento acontece de segunda a sexta-feira, das 8h30min às 18h, pelo Telefone Lilás (0800.541.0803). Trata-se de um serviço de acolhimento através de linhas telefônicas, que podem acarretar atendimentos presenciais e encaminhamentos a abrigos. Até novembro, o serviço atendeu a 3.009 chamadas, contra 879 registradas em 2012 e 1.205 em 2011.

O governador ressaltou a importância em nível estadual desse serviço. “É um orgulho e também comovente termos um espaço assim no Rio Grande do Sul. Isso incentiva que as mulheres não tenham medo de denunciar seus agressores”, destacou Tarso Genro.

Acesse o Portal do Centro Estadual de Referência da Mulher Vânia Araújo Machado 

Fonte: Portal do Jornal do Comércio