sábado, 22 de fevereiro de 2014

De olho no Araújo Vianna

Foto Divulgação Gabinete
Após levar para o Ministério Público de Contas do RS (MPC) as denúncias de irregularidades e o descumprimento de várias cláusulas do Termo de Permissão de Uso Parcial do Auditório Araújo Vianna, firmado entre o município de Porto Alegre e a permissionária Opus Promoções, Sofia Cavedon (PT/PoA) comemora alguns avanços conquistados pela ação.

Conforme a parlamentar a representação já impediu que fossem cobrados R$ 10 mil da Orquestra Villa Lobos, de escola pública, referente ao espetáculo de fim de ano no auditório, assim como os espetáculos do Governo do Estado, da Discografia, do pop rock gaúcho. “Vou verificar se estão usando as datas que são contrapartida da concessão”, informa Sofia.

Veja também:
Auditório Araújo Vianna – Sofia quer datas públicas para os artistas populares