quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Passe Livre geral imediatamente!

"Por 17 votos NÃO e apenas 9 votos SIM - Todos da Oposição: PT, PCdoB e PSOL - foi rejeitado o requerimento que respaldaria a prefeitura para declarar passe livre geral enquanto dura a greve - ainda assim vamos entregar a indicação na Prefeitura!" - Sofia Cavedon

Na sessão plenária de segunda-feira (03/2), Sofia Cavedon tratou da greve no espaço de Comunicação de Líder. Acesse aqui a integra de sua manifestação.

Por iniciativa da vereadora Sofia Cavedon, a Bancada do PT na Câmara de Porto Alegre apresentou na sessão plenária desta quarta-feira (05/2), requerimento de indicação ao prefeito José Fortunati, para que ele decrete ainda hoje o Passe Livre geral enquanto durar a greve.

Conforme destaca Sofia, "as empresas podem sustentar o passe livre, porque desde o ano passado não reduziram do valor da tarifa, a isenção de impostos concedida pelo Governo Federal. A população já está penalizada demais. O Governo Municipal precisa acelerar as negociações para o fim da greve".

Os vereadores petistas destacam no documento, rejeitado pela base do governo, que é preciso garantir o direito de ir e vir da população, que está sendo penalizada injustamente. Na justificativa da medida, a bancada do PT lembra que o governo Municipal tem responsabilidade em envidar esforços para acelerar a negociação para o fim da greve. Também aponta que a medida pode ser suportada financeiramente através dos rendimentos dos recursos da bilhetagem eletrônica antecipada, cujos recursos já estão depositados na conta da Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP).

Foto Elson Sempé Pedroso/CMPA
Em outra Indicação ao Prefeito, também rejeitada pela base do governo, as Bancadas de Oposição PT, PCdoB e PSOL, solicitava a ação do Prefeito para que os recursos já depositados para a ATP garantissem o passe livre geral enquanto a greve durar.

A Bancada petista também apresentou, na sessão plenária de segunda-feira (03/2), uma emenda ao projeto de lei  29/13, também de sua autoria, estabelecendo redução da jornada de trabalho de motoristas e cobradores, de 40 para 36 horas semanais. o projeto de lei da bancada do PT, em tramitação ha seis meses e já com pedido de prioridade, estabelece um novo sistema de gestão do transporte coletivo gerido pelo poder público, com ferramentas de controle social e total transparência.

TCE antecipa análise de parecer sobre passagem de ônibus

E nesta tarde (05/2) o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), conselheiro Cezar Miola, informou que o Pleno do TCE se reunirá nesta quinta-feira (06/2), às 16h, para analisar o parecer do relatório da auditoria que analisou as planilhas de reajuste da passagem de ônibus de Porto Alegre entre 2011 e 2013.

A antecipação da votação, prevista para o dia 12 deste mês, foi o apelo feito nesta manhã (05/2) pela Mesa Diretora da Câmara. Na ocasião, os vereadores argumentaram que a greve dos rodoviários está sendo nociva a aproximadamente 1,4 milhão de porto-alegrenses.

Saiba mais...