terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Terceirizados da rede municipal de educação denunciam atraso nos salários

Foto Marta Resing
A Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Juventude (Cece) da Câmara Municipal de Porto Alegre realizou na tarde desta terça-feira (25/2) uma reunião com funcionárias da Cooperativa Cootrario, terceirizada da Secretaria Municipal de Educação (Smed). Segundo relatos das funcionárias, os salários estão atrasados.

A funcionária Márcia Rodrigues, que trabalha na Escola Municipal de Ensino Fundamental Migrantes, denunciou os constantes atrasos. “Eu e minhas colegas estamos enfrentando um problema com o nosso salário. Uma hora nos pagam dia 10, no mês seguinte no dia 12, não tem mais data certa, a gente sempre recebia no quinto dia útil”, disse.

Márcia Rodrigues também denunciou o descaso da cooperativa com os funcionários. Além de atrasar os salários, a cooperativa não paga férias, atrasa o pagamento do INSS e não fornece a quantidade de uniformes exata. “Falta de equipamentos e uniformes é corriqueira. Tenho que comprar tocas do meu dinheiro porque a Cootrario não fornece. Uma toca dura apenas 10 dias,” salientou.

Foto Francielle Caetano/CMPA
A vereadora Sofia Cavedon (PT), vice-presidente da Comissão de Educação, solicitou mais informações da Cootrario sobre o atraso dos pagamentos dos funcionários e os problemas relacionados à Caixa Econômica Federal e ao Banrisul para que nos próximos meses não ocorram novamente atrasos. Também sugeriu para a Smed que realize um levantamento junto as trabalhadoras para ver a quantidade necessária de Equipamentos de Proteção Individual – EPI - (Uniformes, toucas, botas, etc), que irá contribuir inclusive para a próxima licitação.

De acordo com Zuleica Beltrame, estava acontecendo um erro por parte da Caixa Econômica Federal. Ela informou que a Prefeitura Municipal sempre fez os depósitos em dia. Segundo ela, para corrigir este problema, a Smed solicitou que o pagamento fosse depositado em contas do Banrisul.

Fonte: Portal da CMPA.