sexta-feira, 4 de abril de 2014

Ato no centro de Porto Alegre condena violência contra a mulher

Foto Alexandre Böer
"A forma como foi apresentada a pesquisa sobre estupro reforça o senso comum conservador afirmei no Ato Eu Não Mereço Ser Estuprada, realizado nesta sexta. A pesquisa estava inclusive errada, que bom! #recuaMachismo!” - Sofia Cavedon 

Foto Alexandre Böer
O centro de Porto Alegre foi palco de uma mobilização conjunta em apoio à campanha nacional "Eu Não Mereço Ser Estuprada", em repúdio ao pensamento machista e autoritário sobre a condição da mulher revelado em pesquisa do Ipea divulgada no dia 3 de abril. Ao grito de "violência contra a mulher não é o mundo que a gente quer", ativistas, artistas e personalidades caminharam da Esquina Democrática até a praça da Alfândega ao meio-dia desta quinta-feira (04).

Foto Alexandre Böer
O ato foi organizado pela Frente Parlamentar dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres, Coletivo Feminino Plural, Campanha Ponto Final e Secretaria de Políticas para as Mulheres/RS. Participaram o ex-governador Olívio Dutra, Sady Homrich, da banda Nenhum de Nós, deputados e vereadores.

Conforme dados do IBGE e do Sistema Nacional de Estatísticas em Segurança Pública, em 2013 foram registrados 50.617 casos de estupro no país. No ano passado, foram 1.209 casos somente no RS, um índice menor em comparação a 2012, quando foram registrados 1.339 casos. No primeiro trimestre deste ano, já foram registrados 76 casos no estado, conforme a Secretaria Estadual de Segurança Pública.

Leia a integra da matéria no Portal da AL/RS.