terça-feira, 1 de abril de 2014

Semana da Democracia: Inaugurado o Museu dos Direitos Humanos do Mercosul na Capital

Foto Alexandre Böer
Para valorizar as conquistas da democracia e promover a reflexão sobre o estado de exceção no país, foi inaugurado na noite dessa terça-feira ( 01) o Museu dos Direitos Humanos do Mercosul (MDHM) – no prédio do Memorial do Rio Grande do Sul, na Praça da Alfândega, em Porto Alegre.

RS exemplo na valorização e respeito aos Direitos Humanos 

Representando o governo do Estado, o secretário da Cultura, Assis Brasil, em sua saudação citou a Declaração dos Direitos Humanos e lembrou a valorização da memória pelos gaúchos. “Não por nada que o Museu que hoje inauguramos está aqui. Nós o merecemos.Epicentro de todas as alterações políticas e fiel da balança e convergência de interesses dos países adjacentes, o Rio Grande nunca desonrou sua vocação democrática que hoje vemos consolidada no governo que nos preside”, afirmou.

Assis Brasil falou ainda sobre o significativo dia que lembra os 50 anos do golpe militar no Brasil. “A construção da democracia não é algo que se adquire para sempre. A democracia necessita ser cultivada em nosso cotidiano, por mais que a ela estejamos acostumados. Que este espaço seja para sempre a lembrança de que a democracia é nosso maior bem, mas que necessita de atenção diuturna e este é o propósito deste Museu”, concluiu.

Foto Alexandre Böer
Sofia Cavedon, vereadora do PT da capital e vice-presidente da Comissão de Educação e Cultura, participou do evento representando a Câmara Municipal de Porto Alegre.

A solenidade contou ainda com a presença da secretária de Estado da Justiça e Direitos Humanos, Jussara Dutra, do diretor do Instituto dos Direitos Humanos do Mercosul Victor Abramovich e de diversas autoridades ligas aos direitos humanos da Argentina, Chile e Uruguai.

Reforma 

Foto Vislumbrar 
O prédio histórico dos antigos Correios e Telégrafos recebeu uma reforma, que ainda não foi concluída, com recursos do Estado e da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, no valor de R$ 1,5 milhão. Com uma nova verba do PAC das Cidades Históricas, no valor de R$ 4 milhões, o prédio será totalmente climatizado até 2016. O museu funcionará de terças a sextas-feiras, das 10h às 19h, e aos sábados das 12h às 18h.

Projetos

Além de um acervo permanente, o museu passará a ter exposições e mostras focadas em outros temas e aspectos que vão explorar ao máximo o acervo documental e artístico que irá abrigar, com a contribuição do Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli (Margs).

A primeira exposição

Foto Caco Argemi/Palácio Piratini
No final da tarde o governador Tarso Genro visitou a exposição “Deus e Sua Obra no Sul da América: a Experiência dos Direitos Humanos Através dos Sentidos” – que reúne obras de 145 artistas do Brasil, Argentina, Uruguai, Chile e Equador, a primeira do Museu do Direitos Humanos e que marca o início da Semana da Democracia -, o chefe do Executivo afirmou que o resgate da memória daquele período “é vacina contra os totalitarismos”.

Exposição

Os trabalhos que integram a exposição têm por objetivo dar uma visão panorâmica sobre os direitos humanos e explorar todas as formas de materialização da memória pela arte ou documentação histórica. Distribuídas pelo primeiro andar do museu, com cerca de mil metros quadrados, as obras incluem fotos, vídeos, pinturas, esculturas, instalações e inúmeros cartazes, cartuns, charges e documentos. A mostra tem contribuições dos países do Cone Sul que sofreram com as ditaduras.

Semana da Democracia 

A programação é aberta ao público em geral, mas especialmente dirigida à juventude, aos estudantes das ciências humanas, Direito, Comunicação, e também secundaristas. A programação completa está no site www.nuncadesapareca.com.br, onde também o internauta pode usar um aplicativo que converte sua foto no facebook em uma imagem semelhante a cartazes de pessoas desaparecidas, com o lema da campanha pró-democracia. 

Veja a programação no Portal da Sedac/RS.

Leia a íntegra da matéria no Portal da Sedac/RS.