terça-feira, 8 de abril de 2014

Sofia recebe Juventude Petista

Foto Divulgação Gabinete
No inicio da semana Sofia Cavedon, vereadora do PT da capital, recebeu em seu gabinete representantes da Juventude petista, que reivindicam que a UEE Livre possa fazer as carteiras do Passe Livre Estudantil do Estado. Também na pauta do encontro a campanha pelo voto aos 16 “Vem com a gente, dê o seu primeiro voto”, e a campanha pelo Plebiscito Popular pela Constituinte, que será realizado na semana de 7 de setembro.

Voto aos 16

A juventude afirma que o voto aos 16 é uma conquista da juventude brasileira que acredita na democracia e que percebe a política como meio de transformação do mundo! Não adianta apenas desejar que a realidade ao nosso redor mude, é preciso colocar as mãos na massa para construir um mundo melhor e com mais oportunidades, disseram.

Sofia reforça a ideia de que o voto aos 16 representa não só a emancipação da juventude, mas também um meio de interferência na discussão política do país. Por isso, destaca a parlamentar, incentivar os jovens a ingressar no debate político aos 16 anos é dar a oportunidade para que eles deixem de ser objeto das políticas dos governantes para se tornarem sujeitos capazes de influir nas decisões fundamentais de qualquer cidade.

Reforma Política 

 Conforme ressalta a juventude petista “nos últimos 10 anos tivemos muitos avanços no desenvolvimento econômico, na presença soberana do Brasil no mundo e na melhoria da vida do povo. No sistema político, no entanto, pouco mudou. No Congresso, o projeto de lei de Reforma Política não consegue avançar devido às resistências dos políticos beneficiados pelo atual sistema e pela baixa mobilização social em torno do tema. Diante disto, é acertada a tática da construção unitária do plebiscito”, reafirmam.

Para Sofia, “a reforma política e a democratização das comunicações são imprescindíveis para conquistarmos a juventude para uma nova política e para democratizarmos o poder no país.”

Passe Livre Estudantil 

O Rio Grande do Sul implementou de forma pioneira o Programa Passe Livre Estudantil, que desde dezembro de 2013 já beneficia centenas de estudantes em diversos municípios do Estado. A lei do Programa Passe Livre Estudantil, que foi construída democraticamente com as entidades estudantis UGES, UBES, UEE LIVRE/RS e UNE, com o Legislativo, Governo do Estado, empresas de transporte, a Federação das Associações de Município do RS (FAMURS) e entidades educacionais, garantiram a gratuidade da passagem de ônibus intermunicipal a estudantes gaúchos com renda familiar mensal de até 1,5 salários mínimo regional per capta.