quinta-feira, 15 de maio de 2014

Municipários da Capital definem greve a partir de 2 de junho

Foto Marta Resing
Os cerca de 1.500 municipários de Porto Alegre, reunidos na assembleia geral da categoria, na tarde desta quinta-feira (15/5), definiram pela realização de greve a partir do dia 2 de junho, com a convocação de nova assembleia para o dia 29 de maio.

Foto Marta Resing




"Esperamos que negociações efetivas aconteçam até lá, a fim de evitar a greve", destaca a vereadora Sofia Cavedon (PT/PoA).


Durante todo o dia, os municipários paralisaram as atividades em protesto contra a proposta de reajuste feita pelo governo municipal. Pela manhã, mais de 1.000 municipários estiveram no Paço Municipal, para cobrar do prefeito o atendimento às reivindicações da categoria. Após o ato, os manifestantes fizeram um abraço ao prédio da prefeitura e saíram em caminhada pelas ruas do Centro até a sede da SMED.

Foto Marta Resing
A categoria rejeita a tentativa do governo de fazer a reposição parcelada da inflação (IPCA), com 2,5% em maio e o restante somente em janeiro de 2015. O percentual de inflação também seria aplicado ao vale-alimentação, que sofreria reajuste de R$ 0,97. Na reunião com o comitê de política salarial da prefeitura, os dirigentes do Sindicato também receberam respostas evasivas sobre os outros itens da pauta.

Os municipários reivindicam o percentual de 20% de reajuste, vale alimentação de R$ 23,00 e itens que contemplam a luta da categoria por isonomia salarial, valorização e condições de trabalho.

Fonte: Portal do Simpa.