sexta-feira, 23 de maio de 2014

Segurança não é um tema a ser tratado de forma banal...

Gostaria que me mostrassem qual o governo, anterior ao de Tarso Genro, que tenha construído cinco presídios e investido mais de R$ 2 bilhões, superando burocracias e a dificuldade financeira, resultado da política de estado mínimo dos governos anteriores.” – Sofia Cavedon.

O Governo do Estado do Rio Grande do Sul investiu, nos últimos três anos, R$ 2,4 bi em construção de novos presídios que juntos abrigarão mais de 4.400 presos. Matéria publicada hoje (23/5) no jornal Correio do Povo (ao lado) informa que a transferência do Presídio Central inicia em junho.

Veja também trechos da manifestação de Sofia Cavedon na tribuna da Câmara Municipal de Porto Alegre:

...Sabemos que o sistema presidiário brasileiro é falido, é um sistema que compõe o círculo vicioso da reprodução da violência, mas todos devemos reconhecer a dificuldade do estado brasileiro de desemperrar e de dar uma nova formatação. Aqui em Porto Alegre, esta Câmara de Vereadores inclusive, infelizmente, acolheu mais uma vez a resistência de comunidades que não aceitam não é nem presídio, mas novos espaços para os nossos adolescentes privados da liberdade, novos espaços para a FASE...

...Todos vocês sabem da dificuldade da sociedade em reconhecer a sua falha e a necessidade de investimentos no sistema prisional. Estamos trabalhando não só no imediato, mas no médio e no longo prazo. E vem aí, para nossa alegria, para a nossa construção, a formação da segurança pública a partir da universidade no diálogo com as corporações. Investimento e informação ao lado do investimento em material, em espaço físico, vão fazer toda a diferença para a segurança, que não é um tema a ser tratado de forma banal...