terça-feira, 8 de julho de 2014

Banda Municipal reivindica melhorias nas condições de trabalho

Foto Cristiane Moreira/CMPA 
A Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Juventude (Cece) da Câmara Municipal de Porto Alegre promoveu, nesta terça-feira (8/7), reunião para tratar sobre a apresentação do relatório final do Grupo de Trabalho da Banda Municipal que prevê providências para melhorar a estrutura física e organizacional do grupo, bem como a revisão dos cargos dos servidores da banda, que completará 90 anos em 2015.

Considerada patrimônio imaterial da capital gaúcha, foi fundada em 13 de julho de 1925 e é uma das bandas municipais mais antigas do Brasil. Atualmente, a banda está subordinada à Coordenação Geral de Música da Secretaria Municipal da Cultura (SMC) e luta para recuperar sua imagem e reconhecimento como uma das mais importantes orquestras sinfônicas do país.

Para o presidente da Associação da Banda Municipal, Edivaldo Souza, a banda está desfalcada e precisa haver um novo concurso público para qualificar as equipes e aprimorar o trabalho. “Parece que a Prefeitura quer terminar com a nossa tradicional Banda Municipal. Os nossos músicos não têm apresentações agendadas faz tempo. Os diretores da banda que estão no cargo não sabem administrar, eles não são gestores técnicos”, afirmou Edivaldo, alegando que 54% de seus componentes têm graduação na área específica da música, mas mesmo assim, a banda não tem um maestro oficial, somente um regente que não engloba assuntos disciplinares e efetivos.

Foto Cristiane Moreira/CMPA 
Edivaldo acrescentou que é preciso criar uma Comissão Parlamentar para avaliar e inspecionar o trabalho da Banda Municipal para que a mesma volte a ter todo brilho que merece. “Estamos passando por problemas faz 12 anos. Precisamos da ajuda do Simpa e dos vereadores da Capital para garantir nossos direitos de acesso à saúde e prevenção auditiva. Estamos expostos ao ruído. Necessitamos refazer os exames audiométricos para prevenção e não correr o risco de afastar ainda mais nossos músicos da banda”, considerou o presidente.

Segundo a vereadora Sofia Cavedon (PT), vice-presidente da Cece,  já é longa esta caminhada de negociações entre a Banda Municipal e o Executivo da Capital. Referindo-se para a direção da banda e seus músicos, observou que, com a ajuda da Câmara, o Grupo de Trabalho envolvido está consolidando melhorias e mais proatividade, com as novas proposições. “É preciso profissionalizar a Banda e dar um salto de qualidade e gerenciamento. Precisamos valorizar que a Secretaria Municipal de Administração está dando encaminhamento ao processo”, ressaltou Sofia, acrescentando que é preciso o governo promover concurso público para maestro e ter um local permanente para seus ensaios.

De acordo com o presidente da Comissão, vereador João Derly (PCdoB), o legislativo irá cobrar um posicionamento eficaz da Prefeitura Municipal para trazer um pouco mais de conforto à banda, que busca mais saúde e um plano de carreira adequado. “Aguardamos as secretarias municipais responsáveis para nos encaminhar um projeto para aquisição e compra dos IPIS e IPCS coletivos, visando garantir maior segurança dos servidores com o uso de placas acústicas corretas”, afirmou, acrescentando que a respectiva Comissão irá visitar os locais dos ensaios da banda para escolher uma locação definitiva.

Fonte: Portal da CMPA