domingo, 6 de julho de 2014

Unidade Popular pelo Rio Grande dá a largada da campanha 2014

Foto Emílio Pedroso
A plenária, com jeitão de comício, reuniu centenas de militantes que se entoavam o tradicional refrão “1, 2, 3, 4, 5 mil, é Tarso no Rio Grande e a Dilma no Brasil” enquanto recebiam os candidatos da UNIDADE POPULAR PELO RIO GRANDE Tarso Governador, Abgail vice, Olívio Senador e os candidatos a deputados estadual e federal de todas as siglas, PT, PCdoB, PTB, PR, PTC, PPL e PROS.

Candidato a reeleição, o governador Tarso Genro empolgou a militância ao enumerar os avanços do Rio Grande nestes quatro anos de governo da UNIDADE POPULAR PELO RIO GRANDE. E destacou, “o que vai nos reeleger, são as mudanças de promovemos no Rio Grande”. “Nosso Estado não é mais o mesmo, pegamos o nosso Rio Grande acuado, letárgico, escondido do mundo, e o erguemos com a participação popular, com desenvolvimento em todos os setores e com inclusão social”, destacou. Tarso fez referência a marca da campanha, que decorava o salão do CGT 35, “Compartilhar Crescimento, Compartilhar Igualdade” quando atribuiu ao projeto eleito, no primeiro turno em 2010, o desenvolvimento com igualdade que colocou o Estado de volta ao cenário nacional. “Não fizemos milagres, apenas trabalhamos com a valorização dos servidores; com a atração de investimentos, do governo federal e internacionais; com a inversão de prioridades; e com a participação popular”. “Tudo isso, compartilhando ideias e projetos com os partidos aliados”, reforçou o candidato ao governo do Estado.

Foto Divulgação Gabinete
Comandando o plenário, Tarso conclamou a militância a responder a cada pergunta com um grito de “nós”! E a cada pergunta fez referência ao governo que mudou o nosso Estado: – quem promoveu a recuperação do Rio Grande com a valorização do salário mínimo regional? Em coro, o plenário respondeu “NÓS!” e assim foi a cada pergunta feita pelo candidato ao governo do Estado. – quem trouxe de volta a participação popular ao Estado, esquecida desde o governo Olívio? – quem proporcionou a nova relação com o governo federal e assim atraiu investimentos para o Rio Grande? – quem respeitou o povo gaúcho e não colocou a Brigada Militar entre o governo e os movimentos sociais? E finalizou para a empolgação da militância: – QUEM VAI GANHAR ESTA ELEIÇÃO PARA CONTINUAR MUDANDO O RIO GRANDE? – NÓÓÓÓÓÓSS! Responderam em coro as centenas de vozes que agitavam bandeiras de todas as siglas que formam a UNIDADE POPULAR PELO RIO GRANDE. 

Abgail Pereira, candidata a vice-governadora, falou da importância da união dos partidos em torno do projeto que disputa as eleições 2014 pela UNIDADE POPULAR PELO RIO GRANDE. Abgail aproveitou o momento verde e amarelo e garantiu, para a alegria da torcida, “como o Brasil na Copa, já temos nosso time, nossa tática e nossa torcida e estamos ansiosos para entrar em campo. É com esta disposição que vamos encontrar o povo gaúcho para debater nosso projeto de estado e de governo”, destacou a candidata.

Foto Divulgação Gabinete
Olívio: “cada um de nós é tão candidato quanto nossos candidatos” Saudado pela militância da Unidade Popular pelo Rio Grande com gritos de “Olívio, Olívio!” e “ohhh, o Olívio voltou”, Olívio Dutra defendeu os avanços dos governos populares e a necessidade de reeleger Dilma e Tarso, para ampliar a participação e o protagonismo popular nos espaços de decisão, de um modelo de Estado que funcione para a maioria do povo. “O projeto adversário quer reduzir o espaço de protagonismo do povo. Nós queremos mais ainda, queremos discutir a renda pública, o cerne da estrutura tributária é injusto, fazendo com quem tem mais pague menos e quem tem menos pague mais.”, disse Olívio. Para o candidato ao Senado, é fundamental que cada militante seja também um candidato nessa campanha, que faça o debate político, que busque voto, sendo “sujeito, e não objeto da política”.

Fonte: Portal do PT/RS.