terça-feira, 12 de agosto de 2014

Patrimônio Cultural – Sofia participa de Seminário como debatedora

A vereadora Sofia Cavedon (PT) participou na noite desta segunda-feira (11/8) como debatedora no 2º Seminário: Patrimônio Cultural e Políticas Públicas, que ocorreu em Porto Alegre, durante toda a semana no Memorial do Ministério Público, e foi uma realização do Movimento Amigos do Viaduto e da Associação Representativa e Cultural dos Comerciantes do Viaduto Otávio Rocha – ARCCOV.

Ao longo dos cinco dias do seminário foram debatidos assuntos relacionados à conservação dos patrimônios históricos e culturais de Porto Alegre. O encontro visou construir uma alternativa eficaz na busca de recursos para o projeto de Restauração e Humanização do Viaduto Otávio Rocha, procurando também ideias e alternativas construídas através das discussões realizadas com a sociedade civil, autoridades e entidades que atuam na defesa e preservação do patrimônio cultural do município.

Foto Blog Ponto Livre
Em sua manifestação, Sofia destacou os projetos que apresentou na Câmara Municipal, sendo que um hoje é Lei e o outro foi vetado totalmente pelo Prefeito. A Lei Complementar 601/2008, que beneficia moradores e preserva o patrimônio: do estudo acurado das características do imóvel até a possibilidade de venda dos índices construtivos que não serão utilizados, esclarece a vereadora.

O segundo projeto de lei de Sofia, aprovado na Câmara de Vereadores, foi totalmente vetado pelo Prefeito. Apresentado em 2012, estabelecia a obrigatoriedade de toda edificação que vier a ser construída no Município, a colocação de obras de artes plásticas nas edificações com área adensável igual ou superior a 2.000m2 (dois mil metros quadrados). Conforme a parlamentar, dessa forma, as obras de arte seriam colocadas não somente em grandes shopping centers ou condomínios de luxo, mas também em construções públicas localizadas em regiões menos privilegiadas de cultura, como escolas, creches, centros de saúde e centros comunitários. A proposta também visava à transparência da coisa pública e ao acesso mais democrático de artistas a oportunidades para realizarem seus trabalhos, enfatiza Sofia que pretende reapresentar a proposta.

Visite o Portal da ARCCOV.