sábado, 16 de agosto de 2014

Sindicalistas apoiam Sofia Cavedon para Deputada Estadual

Foto Alexandre Böer
Sofia Cavedon, vereadora do PT da capital e pela primeira vez candidata à Deputada Estadual, recebeu na tarde desta sexta-feira (15/8) o apoio dos Sindicalistas do RS, entre eles representantes do SindBancários e da CUT/RS. 

Presentes no ato o atual presidente do Sindicato dos Bancários, Everton Gimenis, o ex-presidente da entidade, Mauro Salles Machado, a secretária-geral Rachel de Araújo Weber, e o diretor estadual da CUT/RS, Juberlei Bacelo. No encontro, Gimenis destacou em sua fala que “a inquietude de Sofia Cavedon representa a esperança de mudança na política brasileira”.

O ato de apoio a Sofia foi após o lançamento da campanha salarial da categoria, realizada no Centro de Porto Alegre.

Campanha salarial dos bancários iniciou com ato na Praça da Alfândega 

Foto Divulgação/SindBancários 
Motivados por dez anos consecutivos de aumento real, os bancários iniciaram nesta sexta-feira (15) a campanha salarial de 2014 da categoria, com um ato que reuniu cerca de 250 trabalhadores na Praça da Alfândega, no Centro de Porto Alegre, no final da manhã. Além da reivindicação, os funcionários do setor financeiro da Capital e região metropolitana passam a ser representados por uma nova gestão à frente do SindBancários, que realizou eleição em maio e reelegeu a chapa de situação.

Neste ano, os principais objetivos da categoria são o reajuste salarial de 12,5%, participação nos lucros de três salários e mais R$6.247,00 e a adoção do salário- mínimo do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), atualmente em R$ 2.979,25, como piso da categoria. Entre os empregados do Banrisul, o desejo é de obter um novo plano de carreira, já que o atual é considerado defasado. Além das questões salariais, a participação no Plebiscito Popular pela Constituinte Exclusiva também será incentivada, com direito a um comitê na Casa do Bancário.

Presidente na nova gestão do SindBancários, Everton Gimenis lembra que a categoria é uma das poucas a ter conquistado aumentos reais ano após ano durante uma década inteira. Para ele, é o resultado de um avanço de mentalidade dos trabalhadores, que teriam percebido que seus patrões, os banqueiros, não estariam dispostos a conceder nada com facilidade. “Os bancários têm consciência de que só a luta conquista”, afirma.

Tecnologia

Atualmente, são cerca de 12 mil os funcionários do setor financeiro na região metropolitana. Destes, em torno de 8,1 mil são sindicalizados. O avanço da tecnologia retirou parte considerável do impacto das mobilizações do setor com a automatização das agências e possibilidade de acesso aos bancos pela Internet. Mesmo assim, Everton ressalta que as greves continuam mexendo com a população, pois, além da paralisação dos serviços, um desgaste em torno da imagem dos banqueiros é conquistado. Em 2013, por exemplo, a categoria obteve conquistas como 1,8% de aumento real, avanço na participação nos lucros e resultados, e a adoção do vale-cultura.

Em maio, a eleição do sindicato contou com a participação de duas chapas. A vitória foi da Chapa 1 – Juntos Somos Fortes, com 62,24% da preferência, uma diferença de 1556 votos para o grupo derrotado, a Chapa 2 – Novo Rumo n@s Bancári@s. O sindicalista, que frisa que a diretoria foi renovada em 30%, acredita que este é um sinal da confiança depositada pela categoria naqueles que ocupam a entidade representativa dos trabalhadores.

“Nossa mobilização tem como objetivo trazer conquistas. Bancários sabem que, diferente de outros sindicatos por aí, não fazemos greves com 5% de adesão só para marcar posição, desgastar este ou aquele governo. Não colocamos a categoria em aventura, construímos as greves, não as decretamos unilateralmente”, assegura. E completou alfinetando: “No ano passado, realizamos ato na frente do Palácio Piratini com dois mil bancários apenas do Banrisul, que no total eram entre três e quatro mil, e não teve apoio de Bloco de Lutas nem ninguém. Aqui nós não terceirizamos a mobilização”.

Veja no Portal do SindBancários/RS as pautas do Sindicato.

Fonte: Portal Sul21.