sábado, 27 de setembro de 2014

Choques, Pacotes? Isso ficou no passado - Dilma Roussef

A candidata Marina Silva voltou a propor receitas do passado: ela agora fala em 'choque fiscal'.

Choques e pacotes que abalavam a economia e a vida das pessoas nas décadas passadas não têm espaço no Brasil do presente - muito menos do futuro. Estão em um passado do qual não sentimos saudade. Quem, em sã consciência, acha que aquele Brasil dos pacotes e dos choques deve voltar? 

"Nós não achamos", disse Dilma durante uma caminhada com a população de Feira de Santana, na Bahia. "Nós não acreditamos em choque fiscal, isso é uma forma incorreta de tratar a questão fiscal no Brasil. No Brasil precisa de uma política fiscal sistemática robusta."

Quando se propõe um choque fiscal, as pessoas costumam convenientemente deixar de fora questões importante. "Você tem de explicar. Se vai fazer choque fiscal, vai cortar o quê? Vai cortar programa social? Vai cortar o Bolsa Família? Vai cortar subsídio do Minha Casa Minha Vida, como estão dizendo? Vão fazer o quê?", questionou a presidenta.

Dilma também desmistifica a suposta necessidade desta ação, cuja proposta ela classifica de "perigosa e extremamente eleitoreira". "Choque fiscal é o que? É um baita ajuste em que se corta tudo para pagar juros para os bancos? Não é necessário. O Brasil tem uma das menores dívidas líquidas sobre Produto Interno Bruto do mundo."

Fonte: Portal Dilma Presidenta - Mais Mudanças, Mais Futuro