quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Cootrario não comparece em audiência chamada pelo Vice-prefeito

Trabalhadoras se mantém mobilizadas

Foto Marta Resing
Em mais um desrespeito as suas próprias funcionárias, a Cootrario, Cooperativa que presta serviços de limpeza e de cozinha nas escolas municipais de Porto Alegre, não compareceu a reunião chamada pelo Governo Municipal e articulada pela vereadora Sofia Cavedon (PT), vice-presidente da Comissão de Educação da Câmara de Vereadores, que se realizou na manhã desta quinta-feira (25/9), na sede da Prefeitura.

Apesar da ausência da Cootrario, e também do Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do RS (Sindasseio) que deveria estar representando as funcionárias, as trabalhadoras seguem mobilizadas lutando pelos seus direitos trabalhistas que vem, sistematicamente, sendo desrespeitados pela Cooperativa.

Foto Marta Resing
Sofia informa que na reunião como o vice-prefeito Sebastião Melo e com o procurador geral do Município, João Batista Linck Figueira, o governo municipal se comprometeu de aprofundar a fiscalização do contrato com a Cootrario, e analisará toda a documentação entregue pelas funcionárias, que demonstram a falta do depósito do FGTS, férias, vale-transporte, vale- alimentação e de concessão de férias, entre outros.

Foto Marta Resing
Sofia também solicitou que o Executivo exija da Cootrario uma tabela de férias e que não haja retaliação às funcionárias que estão lutando pelos seus direitos garantidos em lei.

Na próxima semana a Procuradoria Geral do Município (PGM) realizará nova reunião para tratar dos detalhes do processo, aberto durante a reunião desta manhã, e que terá a participação da vereadora Sofia Cavedon e de uma Comissão das Trabalhadoras. A data será informada em breve. 

Veja também: 
- Funcionárias de cooperativa são recebidas na prefeitura
- Descumprimentos trabalhistas nas escolas municipas da capital são denunciados pelas trabalhadoras da Cootrario
- A longa história de luta das cooperativadas/terceirizadas