sexta-feira, 12 de setembro de 2014

“Formamos 8 milhões de pessoas, o que muda tecnologicamente o país” - Dilma Rousseff

Foto Divulgação Dilma 13
A presidenta Dilma Rousseff voltou a mostrar, em sabatina a jornalistas do jornal O Globo, por que é a candidata mais preparada para dirigir o país. Em cerca de duas horas de entrevista aos principais colunistas do jornal, Dilma descreveu, em alguns casos com riqueza de detalhes, o que foi feito e que mudou para melhor a vida dos brasileiros. E apresentou propostas para o país seguir no rumo da mudança. Ela ainda alertou para os riscos de promessas equivocadas surgidas na atual campanha, que resultariam em retrocesso.

Formamos 8 milhões de pessoas, o que muda tecnologicamente o país”, disse Dilma, respondendo a pergunta sobre a necessidade de apoio do Congresso para efetivar as propostas. O Pronatec, que dá cursos técnicos de graça para os brasileiros, caminha para os 20 milhões de graduados, uma vez que a meta para os próximos quatro anos é de 12 milhões de inscritos no programa criado por Dilma.

A presidenta mais uma vez alertou para os riscos de algumas promessas feitas nesta campanha eleitoral, e que podem reduzir os investimentos sociais no Brasil. “Eu não ataco pessoalmente ninguém”, frisou Dilma. “Mas ataco o que está escrito nos programas e que é ruim para o Brasil.” 

Dilma voltou a criticar a proposta de independência do Banco Central e da maior presença de bancos privados na economia em lugar dos bancos públicos, chamando atenção para as consequências de uma paralisia nos investimentos de políticas sociais e de infraestrutura - como o programa Minha Casa Minha Vida.

Clique AQUI para ler a matéria completa sobre a entrevista ao jornal O Globo.

Fonte: Portal Dilma Presidenta.