quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Nossa homenagem a esta guerreira Atinuke Alquimista da Lua

Nas palavras da Marcha Mundial de Mulheres: 

Atinuke Alquimistada Lua, Presente Agora e Sempre! 
Tatiana Renata Machado, Presente Agora e Sempre!

A vida tem início , meio e fim. Quando a vemos ser abreviada sem explicação e a perplexidade invade nossa mente nos damos conta de que não, a vida não é tão lógica assim. Quem não foge da luta e se arrisca a pelejar pelo que acredita e defende faz a vida valer pena de ser vivida e faz de quem está ao seu redor também sentir esse vale e querer lutar. Nessa jornada da luta feminista, anti-racista algumas pessoas fazem valer a pena caminhar ao lado delas e uma destas pessoas certamente foi a Atinuke, nossa companheira Tatiana Machado.

Mulher negra, não basta tua cor, mulher negra não basta tua origem, queremos te ver na luta, na rua, no grito e na guerra. Essa guerra injusta onde o preconceito e o machismo são nossos inimigos diários. A luta anticapitalista e contra o patriarcado certamente nos uniu. A mulher do sorriso farto, da voz imponente, do discurso eloquente e abraço forte e sincero. É assim que recordaremos de você. 

Aprendemos muitas lições contigo, que nosso papel como afrodescendente transcende a nossa própria ideia e ancestralidade de África nos enche de uma força sobrenatural que nos encoraja a seguir em frente. Tati, simplesmente. Simplesmente porque você era simples. Simplesmente porque você era feliz e transmitia essa alegria na luz do seu sorriso.

Certamente os espaços onde você participava e partilhava dessa sua luz estarão mais escuros e tristes. Porém, ao mesmo tempo seu exemplo de militância ficará registrado seja no PT, na Marcha Mundial de Mulheres, seja na Democracia Socialista, seja na Setorial de Negros e Negras da DS. Certamente toda essa tua luz estará com tua família, a quem queremos remeter todas nossas boas energias e condolências.

Ao ver você assumir sua ancestralidade e africaneidade como Atinuke também nos fez refletir o quanto de África há em nós e o quanto de África permitimos que haja em nós.

Porque mulher negra és, mulher negras serás, pois fizeste da tua cor o teu estandarte e da tua voz um grito a ecoar por justiça!

Atinuke Alquimistada Lua, Presente Agora e Sempre! 
Tatiana Renata Machado, Presente Agora e Sempre!