quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Municipários pedem ‘Nenhum Centavo a Menos’

Foto Marta Resing
Municipários de Porto Alegre ocupam o Paço Municipal em protesto contra descaso do governo 

Mais de 1.000 servidores públicos da Prefeitura de Porto Alegre participaram do Ato Público, organizado pelo Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa), no Paço Municipal, durante toda a manhã dessa quarta-feira (15). A categoria está mobilizada em protesto contra o descaso do governo municipal, que não está cumprindo com o acordo firmado para o fim da greve, realizada em junho deste ano.

Foto Marta Resing
Além dos dois importantes itens da pauta de reivindicações que estão sem resolução por parte do governo: como o plano de assistência à saúde dos municipários e a participação do Sindicato no grupo de trabalho que elabora o plano de carreira; outras questões envolvendo perdas salariais e uma ação efetiva para combater a violência nas escolas, são cobradas pelos trabalhadores. O Ato Público também marcou o Dia do Professor.

A categoria quer uma solução do governo para o sistema de remuneração sem as perdas salariais em virtude do efeito cascata. Nas últimas reuniões entre a direção do Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa) e o vice-prefeito Sebastião Melo nada avançou, inclusive as conquistas da Campanha Salarial 2014. O governo Fortunati só retrocede na construção do Plano de Saúde, não cumpre o compromisso de participação do Sindicato no Grupo de Trabalhado para a elaboração do Plano de Carreira e não combate de forma direta o assédio moral na Prefeitura.

É chamado de ‘efeito cascata’ a incidência de gratificações e vantagens umas sobre as outras. Por exemplo, quando o cálculo do regime é realizado sobre o vencimento somado aos triênios, sendo que o mesmo também incide sobre FGs, cargo em comissão e outras.

Fontes: Portais da Atempa e Simpa.