segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Sindicato dos Artistas afirma que direito à cultura não está sendo respeitado

Foto Ederson Nunes/CMPA
O representante do Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado do Rio Grande do Sul (Sated/RS), Plínio Marcos Rodrigues, esteve presente hoje (24/11) na Tribuna Popular da Câmara Municipal de Porto Alegre para falar sobre o orçamento destinado à cultura. De acordo com ele, o direito à cultura não está sendo respeitado na cidade.

Durante seu discurso, Rodrigues ressaltou os direitos culturais dos cidadãos, impostos na Constituição Federal, que estabelece que é competência comum da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios proporcionar os meios de acesso à cultura, à educação e à ciência; e na declaração dos Direitos do homem, que afirma que todos têm direito de tomar parte livremente na vida cultural da comunidade, de fruir as artes e de participar no progresso científico e nos benefícios que deste resultam.

“Estamos sendo cerceados dos nossos direitos”, criticou Rodrigues. “Dança, cinema, teatro, ópera, música. Onde está a garantia destes direitos para a população?”, questionou. Rodrigues também ressaltou que o orçamento destinado à cultura desrespeita a lei do Fundo Municipal de Apoio à Produção Artística e Cultural. "O Fumproarte incentiva a arte e nós que lutamos pela arte exigimos comprometimento para que ela se desenvolva dignamente”, disse.

Fonte: Portal da CMPA.