segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Educação Infantil - Câmara mantem veto do prefeito à Emenda que previa mais recursos

Mantido veto parcial ao projeto da LDO 2015 

Foto Marta Resing
Nesta segunda-feira (1°/12), o plenário da Câmara Municipal de Porto Alegre manteve o veto parcial do Executivo ao projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2015, aprovado em 8 de outubro de 2014. Para derrubar o veto, seria necessário atingir maioria absoluta (19 votos). No entanto, apenas 15 vereadores votaram pela derrubada do veto e 10 votaram pela manutenção e duas abstenções.

O veto do Prefeito se refere à Emenda n° 1, de autoria da vereadora Sofia Cavedon (PT). A emenda garantia o repasse de recursos às escolas de educação infantil comunitárias conveniadas com a Prefeitura no mesmo parâmetro do custo-aluno do Fundeb. A emenda polemizou o Plenário da Câmara Municipal, que contou com muitos representantes das entidades nas galerias do Plenário Otávio Rocha.
Foto Marta Resing

Veja aqui como votaram os Vereador@s.

Sofia continua lutando por mais recursos 

Na mesma tarde Sofia continuou lutando por mais verbas para às escolas de educação infantil comunitárias conveniadas com a Prefeitura. Desta vez a Vereadora destacou a Emenda Popular nº 09 ao Orçamento da Prefeitura para 2015.

Foto Marta Resing
A emenda, que será votada na próxima quarta-feira (03/12), a partir das 14h, é assinada por 61 entidades, e busca a adequação dos valores atuais recebidos do Executivo Municipal aos valores do Fundeb. Na proposta, já rejeitada pelo Relator do Projeto, as escolas de Educação Infantil conveniadas com a Prefeitura solicitam um acréscimo de R$ 2,5 milhões, oriundos na sua maioria das verbas de Publicidade de vários órgãos do governo. Sofia destaca que isso representa menos de 1% do total do Orçamento previsto para 2015.

Saiba mais: 
Vereadores aprovam Diretrizes Orçamentárias para 2015.

Veja também:
Emendas de Sofia para o Orçamento de 2015