segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Moção de Solidariedade aos municipários da Capital é aprovada

Foto Ederson Nunes/CMPA 
Uma Moção de Solidariedade aos municipários de Porto Alegre foi aprovada na tarde desta segunda-feira (8/12), durante sessão extraordinária da Câmara Municipal. A proposta foi feita pela bancada do PT. O documento se solidariza com os trabalhadores pela situação de iminente ameaça de confisco de seus salários.

Segundo explica a moção, o executivo municipal convocou regimes de trabalho maiores para os municipários pagando os seus salários originais, referentes a uma menor carga horária.

Foto Marta Resing
Em sua manifestação a vereadora Sofia Cavedon (PT) afirmou que é preciso mobilização da categoria dos municipários para que os poderes públicos enxerguem as suas reivindicações. "Infelizmente, diversos professores estão aqui, neste momento, protestando e pedindo direitos, ao invés de estarem tranquilos em seus colégios, ministrando suas aulas", disse.

A vereadora disse que a prefeitura é ágil apenas quando é beneficiada e explicou que é um absurdo a categoria ter de parar os seus trabalhos, pela segunda vez, para exigir que os seus salários não sejam diminuídos. "Os municipários correm o risco de entrar em recesso sem uma resposta do poder municipal, e a Câmara não pode deixar que isso aconteça", disse.

O Ministério Público entrou com uma ação contra a Prefeitura de Porto Alegre, contestando a medida. “Essa ação significa, para o conjunto dos municipários, um baque salarial importantíssimo e inaceitável”, afirma o documento formulado pelos vereadores.

A moção será entregue ao Ministério Público Estadual, ao Poder Judiciário do RS, ao Superior Tribunal de Justiça, ao Superior Tribunal Federal, ao prefeito de Porto Alegre, à Secretaria Municipal de Administração (SMA) de Porto Alegre, ao Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa) e Atempa. 

Fonte: Portal da CMPA

Veja também: Situação salarial dos municipários de Porto Alegre - Manifestação de Sofia Cavedon em 17 de novembro de 2014.