segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

As propostas de Sartori: Extinção da Secretaria de Políticas para Mulheres

Foto Alina Souza/Sul21
Conforme a vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA), 2015 começou com perdas, “mostrando ao que veio o candidato que não tinha propostas: Sartori extinguiu a Secretaria de Políticas para Mulheres”.

Mesmo com os Movimentos Feministas lotando as galerias da Assembleia Legislativa, na tentativa de convencer os deputados a não acabar com a Secretaria de Políticas para Mulheres, ela foi extinta, lamenta a vereadora.

Sofia lembra que ao longo dos quatro anos de operação no governo Tarso, o órgão articulou políticas públicas que resultaram na redução, em 32%, do número de feminicídios no estado, na qualificação profissional de mulheres e na organização das patrulhas para cumprimento da Lei Maria da Penha

Ao longo da sessão, os parlamentares do PT e do PCdoB tentaram aprovar emendas que asseguravam a permanência da Secretaria de Políticas para as Mulheres, mas foram derrotados pelos aliados de Sartori.

Pelo projeto aprovado, fica estabelecida a extinção da SPM e a “incorporação de sua estrutura, acervo, documentação, contratos, convênios, outras avenças e obrigações pela Secretaria de Justiça e Direitos Humanos”.