quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Sofia faz balanço das atividades da CECE no Jornal da Câmara

Foto Leonardo Contursi/CMPA
A vereadora Sofia Cavedon (PT), vice-presidente da Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Juventude (CECE), foi a entrevistada do Jornal da Câmara, da TV Câmara, que realiza uma série de entrevistas com os presidentes das Comissões Permanentes da Câmara Municipal em 2014.

A TV Câmara recebeu os parlamentares para realizar uma avaliação do trabalho consumado ao longo do ano passado.

Após a entrevista, a vereadora Sofia afirmou: Quando se faz balanço é que se vê o quanto se trabalha! Muitas dessas pautas prosseguirão em 2015 e outras tantas estão vindo.

Balanço do trabalho da Comissão de Educação, Cultura, Esportes e Juventude em 2014, por Sofia Cavedon:

Na primeira pauta do ano a interdição do Complexo Cultural do Porto Seco. Foi realizada uma vistoria no dia 18/02/14 para analisar as condições de segurança do local para a realização do Carnaval 2014. Durante a vistoria, constatou-se que as arquibancadas ainda não estavam prontas e que havia reclamações recorrentes quanto à estrutura do local. No mês de fevereiro, 80% das obras provisórias estavam prontas. A expectativa era de que metade das arquibancadas ficassem prontas até o ano de 2015.

Reclamação da Rede Municipal de Educação sobre a Cooperativa Cootrario. Dentre as reclamações estão salários atrasados, não pagamento de férias, atraso no pagamento do INSS e não fornecimento de uniformes que deveriam ser pagos pela Cootrario.

Avaliação do projeto turístico Caminhos Rurais, com visita a sítios de produção agroecológica. Debate do projeto prevê a volta da Zona Rural de Porto Alegre. A Zona foi extinta em 1999 passando a ser considerada rururbana, fazendo com que as pessoas paguem IPTU e não ITR. A denominação de zona rural serviria também como forma de conter a especulação imobiliária, garantir a preservação da natureza e incentivar o turismo no local.

Debate sobre valorização da carreira dos Monitores de Escolas Infantis da Capital, da mudança para o padrão 7 conquistada em emenda e vetada pelo prefeito.

Reclamação do Conselho Municipal de Cultura sobre o descaso da Secretaria Municipal de Cultura, encaminhamento junto ao Tribunal de Contas e MP e pressão para envio do Plano Municipal de Cultura que chegou a Casa no segundo semestre e precisa de adequações, pois não representa o debate realizado nas Conferências de Cultura.

Debate sobre espaços para realização de esportes universitários. Estudantes da UFRGS reinvindicam um local apropriado para a prática de esportes.

Vistoria de obra na Escola Municipal de Educação Infantil Maria Marques Fernandes. A obra causava transtornos para os servidores prejudicando o atendimento às 120 crianças matriculadas na instituição, que fica na Lomba do Pinheiro.

Debate sobre videomonitoramento nas escolas de educação infantil da rede particular. Projeto foi retirado de pauta para busca de acordo sobre a proposta.

Debate sobre projeto de lei que disciplina a instalação e a retirada de obras de arte colocadas em locais públicos da cidade.

Reivindicação de melhorias nas condições de trabalho dos músicos da Banda Municipal.

Reuniões com Conselhos Escolares descentralizadas em quatro regiões da cidade sobre falta de pessoal e de segurança nas escolas municipais e Audiência Pública que reuniu o conjunto dos educadores e encaminhou novamente a necessidade de concurso para guarda municipal e provimento das escolas.

Defesa da permanência da Escola Porto Alegre, Audiência Pública das Comissões, GT de trabalho entre CECE, Cedecon, escola, governo e movimentos e conquista de mais seis meses de funcionamento e avaliação.

Encaminhada formação de Comissão Especial para tratar do tema da situação de rua e educação

Falta de monitores na rede municipal, de suporte para a inclusão de crianças com deficiência. Visita e debate na Escola Municipal Wenceslau Fontoura.

Realização do Primeiro Seminário da Educação Infantil da Rede Conveniada, com a presença de 300 educadores em diálogo com o Fórum dos Direitos da Criança e do Adolescente e elaboração da I Carta da Educação Infantil de Porto Alegre.

Assista a entrevista: