quarta-feira, 4 de março de 2015

Inventário dos imóveis do bairro Petrópolis foi pauta de reunião no MP

Foto Marta Resing
Nesta quarta-feira (04/3), a vereadora Sofia Cavedon (PT), junto com os representantes dos Movimentos Proteja Petrópolis, Chega de Demolir Porto Alegre, Moinhos Vive e Defender, reuniu-se com a promotora de Justiça do Meio Ambiente do Ministério Público do RS (MP), Dra. Annelise Monteiro Steigleder. Foram abordados no encontro, os aspectos relativos ao processo de preservação do patrimônio histórico do bairro Petrópolis.

O MP/RS, através do pedido firmado pelas Promotoras de Justiça Ana Maria Moreira Marchesan, Annelise Monteiro Steigleder e Josiane Superti Brasil Camejo, que atuam na Promotoria do Meio Ambiente de Porto Alegre, e representação de moradores do bairro Petrópolis, garantiu a Ação Declaratória de Inconstitucionalidade da Lei Contra a Preservação do Patrimônio Cultural de Porto Alegre, que prevê a autorização do Poder Legislativo para a indicação de imóveis ao Inventário do Patrimônio Cultural de Bens Imóveis do Município, bem como de sua inclusão nesse inventário.

Foto Divulgação Defender
Os representantes dos Movimentos defendem a preservação do patrimônio imaterial, que é uma das fisionomias de Porto Alegre. “Consideramos que esta é uma política de valorização da paisagem urbana do bairro, capaz de valorizar ainda mais os nossos imóveis, que terão um charme e uma representatividade especial”, afirma conta Janete Vicari Barbosa, do Proteja Petrópolis.

Saiba mais sobre o inventário dos imóveis do bairro Petrópolis que polemizou em 2014.

Veja também:
Ajuizada Ação Declaratória de Inconstitucionalidade da Lei Contra a Preservação do Patrimônio Cultural de Porto Alegre.