terça-feira, 31 de março de 2015

Lançada edição especial do Relatório Azul 2014 - 50 anos do Golpe no Brasil

Foto Marcos Eifler/Agência ALRS
O Relatório Azul sintetiza os depoimentos de torturados e exilados durante a ditadura militar. Aqui no RS foram milhares. Sofia Cavedon (PT) que esteve presente no ato.

Solenidade foi realizada na entrada do Palácio Farroupilha

Em solenidade realizada na noite de terça-feira (31), na Galeria dos Municípios, na entrada da Assembleia Legislativa, foi lançada a edição especial do Relatório Azul 2014 – “50 anos do Golpe no Brasil”. O evento foi promovido pela Comissão de Cidadania e Direitos Humanos (CCDH).

A publicação, que já é tradicional do órgão técnico, traz a reprodução do relatório final de atividades da Comissão Estadual da Verdade do Rio Grande do Sul. O documento reúne todas as informações recolhidas pelo órgão, em mais de dois anos de atuação, remetidas anteriormente à Comissão Nacional da Verdade. Com a publicação, a CCDH busca disponibilizar o resumo das principais apurações realizadas pelo Colegiado gaúcho, a partir dos 81 depoimentos colhidos em nove audiências públicas e em 27 audiências internas, além de inúmeros documentos que tratam das mais graves violações a direitos humanos praticadas durante a ditadura militar no território riograndense ou fora dele, mas contra os seus naturais.

Estamos ampliando a divulgação do Relatório da Comissão da Verdade do Rio Grande do Sul, para que a sociedade tenha ciência do que representaram, de fato, os “Anos de Chumbo”, sob o ponto de vista da violação de direitos humanos. Esse tema é fundamental, especialmente neste período em que o retorno à ditadura tem sido citado de forma tão irresponsável”, sublinhou o deputado Jeferson Fernandes (PT), que presidiu a CCDH em 2013 e 2014.

O presidente da Comissão Estadual da Verdade, Carlos Frederico Guazzeli, apresentou o material e, em seguida ocorreram os depoimentos dos militantes, Inez Maria Serpa Ramminger, Sérgio Luiz Bittencourt e do ex-deputado Raul Carrion, todos atingidos pela violência da ditadura militar.

O evento contou ainda com a apresentação musical dos cantores Raul Ellwanger e Lili Fernandes.

Fonte: Agência de Notícias da AL/RS.