terça-feira, 28 de abril de 2015

A Escola Cidadã no Século 21 - Projeto de Sofia Cavedon

Foto Elson Sempé Pedroso/CMPA
No Dia Mundial da Educação, 28 de abril, a vereadora Sofia Cavedon (PT) anuncia o lançamento do projeto de lei, que cria as condições mínimas de qualidade de infraestrutura, conforto ambiental, sustentabilidade e segurança, para projetos arquitetônicos de construção de escola nova e readequação das escolas públicas em Porto Alegre.

Matéria foi publicada na Editoria de Ensino do jornal Correio do Povo na edição desta terça-feira.

 O alcance de uma educação de qualidade precisa de uma escola pública com uma estrutura física e material em condições compatíveis à contemporaneidade. E acreditamos poder contribuir, aqui na capital, com a nossa proposta da Escola Cidadã no Século 21. Sofia Cavedon.

Projeto alerta para a interferência do ambiente na qualidade do aprendizado e da saúde dos estudantes e educadores

Condições mínimas de qualidade de infraestrutura, conforto ambiental, sustentabilidade e segurança, para os projetos arquitetônicos de construção de escola nova e readequação das escolas públicas de educação infantil, ensino fundamental e médio, situadas no município de Porto Alegre, é o que estabelece o projeto de lei apresentado pela vereadora Sofia Cavedon, integrante da Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Juventude (Cece) da Câmara da capital.

Arte Marta Resing
Intitulada “A Escola Cidadã no Século 21”, a proposta, conforme a autora, alerta para a interferência do ambiente na qualidade do aprendizado e da saúde dos estudantes, apontada em estudos de especialistas. Nesse sentido, ressalta Sofia, “é inegável que a estrutura escolar, configura-se como elemento importante para a formação do ser humano, mesmo de forma não-verbal, tem impacto direto e simbólico sobre os estudantes, facilitando ou dificultando as aprendizagens e os comportamentos”.

Para Sofia a falta de estrutura física agradável e adequada, e sua manutenção, também dificulta o trabalho docente e desanima os professores e professoras no desempenho de sua tarefa pedagógica. A vereadora lembra que a legislação que aborda as questões referentes à estrutura física escolar, especialmente para as escolas existentes, ainda é insuficiente e precisa avançar rumo a um plano de necessidades das escolas.

Participação da comunidade escolar

Sofia explica que a participação da comunidade escolar no desenvolvimento de projetos arquitetônicos é item fundamental do projeto, que busca avançar na legislação especificando as condições mínimas ambientais para as escolas públicas existentes e para a construção de escolas públicas novas em Porto Alegre. “Condições fundamentais para que se consiga uma educação de qualidade”, salienta a parlamentar.  As escolas existentes devem progressivamente adequar-se às condições de infraestrutura e de conforto ambiental definidas na lei.

No projeto Sofia afirma que “é preciso reconhecer que a ampliação do acesso ocorreu numa escola sem estrutura e adequada para acolher um contingente expressivo e heterogêneo de crianças e adolescentes. O alcance de uma educação de qualidade precisa de uma escola pública com uma estrutura física e material em condições compatíveis à contemporaneidade. E acreditamos poder contribuir, aqui na capital, com a nossa proposta da Escola Cidadã no Século 21”.

Lançamento

O projeto de lei será lançado oficialmente no dia 16 de maio (Sábado), às 9h30min, Sala Norberto Lubisco da Casa de Cultura Mário Quintana (Rua dos Andradas, 736 - Centro Histórico), iniciando com a apresentação da proposta, a exibição do filme “O Jogo da Imitação” - Direção de Morten Tyldum, com Benedict Cumberbatch, Keira Knightley e Matthew Goode - finalizando com um debate.

O valor do ingresso será de R$ 7,00 (meia entrada).

Informações: 51.3220.4263.

Conheça o projeto Escola Cidadã no Século 21.