quinta-feira, 16 de abril de 2015

Auditoria nas contas da Carris foi solicitada por Sofia Cavedon

Foto Marta Resing
No dia 03 de dezembro de 2012, a vereadora Sofia Cavedon (PT-PoA) entrou com representação no Ministério Público de Contas (MPC), entregando documento com diversas denúncias de abandono companhia de transporte público da capital Carris, ao procurador geral do Tribunal de Contas do Estado (TCE/RS), Dr. Geraldo Da Camino, desencadeando a Inspeção Especial.

Na época a vereadora solicitou ao TCE a realização de uma auditoria das contas e negócios de gestão da Companhia Carris Porto-Alegrense, em especial as que circundam os dois prédios inacabados, abandonados e se deteriorando, e a grave dificuldade de manutenção dos ônibus rodando, pela indisponibilidade de peças de reposição, denotando sérios problemas financeiros e/ou de gestão.

Na tarde desta quarta-feira (15/4) o TCE determinou que gestores da Carris devolvam R$ 36 mil aos cofres públicos, apontando irregularidades no pagamento de horas extras e em despesas para aquisição de materiais para obras paralisadas.

Foto Marta Resing
De acordo com o voto do relator do processo, conselheiro Marco Peixoto, o atual presidente da Carris, Sérgio Luiz Duarte Zimmermann, deverá ressarcir R$ 26.021,15 devido ao pagamento irregular de horas extras e à aquisição de materiais para a obra da creche e do Centro Administrativo Integrado. Já o ex-presidente da empresa, João Pancinha Costa deve devolver R$ 10.641,93 devido a inconformidades no pagamento de horas extras sem autorização e controle de realização.

Também foi determinada multa de R$ 1 mil em função em função do descumprimento das normas de administração financeira e orçamentária.

Veja aqui os problemas denunciados pelos funcionários da empresa que compuseram o requerimento da vereadora Sofia.

Com informações do Portal da ZH.