quarta-feira, 27 de maio de 2015

65 anos em Defesa da Cultura - Aniversário do Clube de Cultura

Foto Divulgação Sofia Cavedon
Nesta terça-feira (27/5) a vereadora Sofia Cavedon (PT) prestigiou as comemorações dos 65 anos de existência do Clube de Cultura da capital.

Na passagem dos 61 anos, em 2011, a vereadora Sofia, então presidente da Câmara Municipal, realizou na sede o “Sarau da Resistência”, em comemoração aos 50 anos da Campanha da Legalidade. Na ocasião Sofia Cavedon entregou ao Clube de Cultura, o “Troféu Câmara Municipal de Porto Alegre”.

Um espaço aberto à cultura popular

Conforme define o presidente do Clube, Hans Baumann, o Clube de Cultura é um espaço aberto à cultura popular: arte, música, literatura e todas as manifestações culturais e políticas que estimulem o pensamento crítico e resista à mera transposição cultural.

Foto Divulgação Sofia Cavedon
 Além da história e da tradição, tem um espaço privilegiado e a convicção da defesa da cultura. A sede do clube fica na Rua Ramiro Barcelos, 1853, bairro Bom Fim, na capital. Desde que foi inaugurada, em 1958, permanece ativa. A sede do Clube possui um auditório, uma sala de conferências, um restaurante/bar e uma sala de exposições. Recentemente, o Clube de Cultura foi tombado como patrimônio material da cidade de Porto Alegre.

O Clube foi fundado em 30 de maio de 1950, com o objetivo de criar um espaço para atividades artístico-culturais que não encontravam acolhida nos lugares consagrados da cidade de Porto Alegre. Durantes os anos 50, 60, e 70 o Clube foi um importante espaço de manifestações artísticas, culturais e políticas na cidade, um espaço de resistência cultural e pensamento crítico.

Após passar por um período difícil durante e depois da ditadura militar, ameaçado pela invasão da cultura enlatada que marca a transição do século passado para o tempo presente, o Clube de Cultura resiste como um espaço democrático aberto à cultura popular em Porto Alegre.

Veja também:
Sarau da Resistência comemora 50 anos da Campanha da Legalidade