segunda-feira, 22 de junho de 2015

Plano Municipal de Educação pode virar um plano só de metas

Foto Marta Resing
A vereadora Sofia Cavedon (PT) está preocupada com o que está acontecendo na Câmara de Porto Alegre. Enquanto o governo reúne-se em negociação com o Grupo de Trabalho da Casa Legislativa tratando das alterações enviadas ao Plano Municipal de Educação (PME), vereadores da Bancada do PP, base do governo, apresentam uma emenda ao projeto retirando todas as estratégias do Plano. “Será apenas um plano de metas”, alerta a vereadora.

Esse é o objetivo dos vereadores Guilherme Socias Villela, João Carlos Nedel e Monica Leal, da Bancada do Partido Progressista (PP) que apresentaram emenda ao Plano Municipal de Educação (PME) retirando todas as estratégias.

Sofia compõe o GT que está debatendo com o governo municipal as alterações enviadas pelo prefeito, através de Mensagem Retificativa ao projeto.

Aprovado empréstimo de 80,8 milhões de dólares para educação municipal

Sofia também informa que fiscalizará de perto a aplicação dos mais de R$ 80 milhões de dólares, que foi aprovada na sessão plenária desta segunda-feira (22) na Câmara Municipal, através do projeto de lei do Executivo que solicitou autorização para realização de operações de crédito pelo Município junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no valor de 80,8 milhões de dólares.

Esses valores deverão ser destinados à rede municipal de ensino, no sentido de “aprimorar a qualidade, expandir a educação integral e apoiar a qualificação da expansão da educação infantil”, justifica o projeto.

Leia a íntegra da matéria no Portal da CMPA.

Veja também:
Plano Municipal de Educação - Sofia recebe cartas de apoio a adoção da promoção da identidade de gênero
- Plano Municipal de Educação será votado na quarta-feira (24/6)
- Sofia se posiciona contrária à retirada de vários itens do PME