quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Sofia conhece com moradoras Praça revitalizada

Foto Marta Resing
Nesta quarta-feira (05/8) a vereadora Sofia Cavedon (PT) juntamente com uma comissão de moradoras e o supervisor de Praças, Parques e Jardins da Secretaria Municipal do Meio ambiente (Smam), Léo Antônio Bulling, visitou a Praça João Paulo I, revitalizada recentemente e que tiveram os tapumes retirados no último final de semana.

As obras na praça, localizada no bairro Santana, levaram quatro meses e teve como resultado a recomposição do passeio público, a recuperação do pergolado e a instalação de brinquedos para as crianças.

Moradores aprovaram as melhorias, mas cobram o plantio de árvores

Foto Marta Resing
No primeiro semestre, representantes do bairro Santana tinham se mostrado contrariados com falta de informação a respeito do que seria feito no local, quando procuraram o apoio da vereadora Sofia Cavedon, que fez a intermediação com o Executivo Municipal.

O corte de árvores ainda é sentido por alguns.

— Eu ajudei a plantar a buganvília no início dos anos 1970, e senti muito quando tiraram. Tinha flores rosa pink, era a alegria do bairro — diz a professora Lígia Carreta.

Foto Marta Resing
Dona de um café localizado ao lado do logradouro e moradora do bairro há 20 anos, Margaret Dorneles, lamenta que há menos pássaros no local por causa da arborização mais escassa — contou nove árvores removidas no local nos últimos três anos. Também alega que as pessoas necessitam de sombra para aproveitar a praça, mas se diz satisfeita com as melhorias. Conta que, quando reaberto, os moradores logo ocuparam o espaço. “Domingo estava cheio: todo mundo estava na praça”, lembra.

Foto Marta Resing
De acordo com o supervisor de Praças, Parques e Jardins de Porto Alegre, Léo Antônio Bulling, foi necessário remover algumas árvores a fim de garantir maior insolação ao local, pois a vegetação na praça era muito fechada. Entretanto, ele afirma que pelo menos cinco árvores ainda serão plantadas, e estuda a possibilidade de plantio de uma nova buganvília. Léo admite que ocorreu uma falha quando a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Smam) iniciou a intervenção sem comunicar aos moradores sobre o projeto. Mas o objetivo de qualificar o espaço e devolver a eles dessa forma foi alcançado, destaca.

O valor total da obra foi de R$ 284 mil, de acordo com a Smam.

Com informações do Portal Zero Hora.

Veja também:
Moradores querem saber o que está ocorrendo na Praça João Paulo I