sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Procuradoria da Mulher ouve população no Largo Glênio Peres

Foto Marta Resing
Nesta sexta-feira (16/10), no Largo Glênio Peres, em frente ao Mercado Público, foi realizado o primeiro trabalho de ouvidoria da Procuradoria Especial da Mulher, da Câmara Municipal de Porto Alegre. Criado no final do primeiro semestre pela Câmara, o órgão tem o intuito de zelar, fiscalizar, monitorar e incentivar os direitos da mulher. O objetivo é ajudar a população feminina a ter acesso a políticas públicas voltadas a elas e encaminhar mulheres para delegacias especializadas ou serviços de assistência jurídica, como a Defensoria Pública.

Foto Josiele Silva/CMPA
Autora do projeto de lei que fez surgir o novo órgão e atualmente no comando da procuradoria, a vereadora Sofia Cavedon (PT) explicou que trabalhar em favor da aprovação de projetos de lei e políticas públicas que favoreçam as mulheres também é uma das atribuições da Procuradoria. "Estamos divulgando aqui um mecanismo que é novo e já encaminhando as primeiras questões que surgem. Sem isso, não podemos esperar que as agressões e a diferença nos salários em relação aos homens desapareçam repentinamente."

Foto Josiele Silva/CMPA
Aposentada e líder comunitária da comissão de moradores Juca Batista 2910, Lourdes Zilli buscou a Procuradoria para tratar de questões relativas à regularização fundiária. "Estou indicando a procuradoria para as mulheres da minha comunidade. Por lá, há muitas famílias chefiadas por elas em que as despesas de condomínio são muito altas, difíceis de pagar. A partir daqui queremos encontrar alguma solução para isso", expôs.

Fonte: Portal da CMPA.

Veja aqui o registro fotográfico da ação.