quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Temporais - Bancada do PT ouve secretários e ex-secretários

Foto Marta Resing
A Bancada do PT na Câmara Municipal de Porto Alegre ouviu no inicio da tarde de quarta-feira (10/2) ex-secretários e o ex-prefeito Raul Pont, sobre os danos sofridos com os temporais na capital gaúcha nos últimos anos.

A líder da Bancada petista, vereadora Sofia Cavedon, informa a síntese da reunião:

- De fato o evento foi extraordinário, mas faltou capacidade de ação própria da Prefeitura, hoje submetida à terceirização, que desqualifica o serviço, desde o manejo da motosserra até ao domínio da gestão nas mãos de terceirizadas.

- Abandono da limpeza e manutenção do sistema de saneamento – bocas de lobo, galerias, casas de bombas e canais.

Além dos Vereadores petistas Alberto Kopittke, Engenheiro Comassetto, Marcelo Sgarbossa e Sofia Cavedon, participaram o ex-prefeito Raul Pont,  Guilherme Barbosa, Carlos Todeschini, Arnaldo Dutra e o representante das entidades, o ex-presidente da Agapan, Alfredo Gui Ferreira.

Foto Marta Resing
Construindo a crítica e propostas para um adequado manejo ambiental para Porto Alegre

Por solicitação da Bancada do PT, nesta quinta-feira (11/2), a Câmara Municipal de Porto Alegre recebeu o vice-prefeito Sebastião Melo e os secretários municipais do Meio Ambiente, DEP, DMAE, DMLU e SMOV, para explicarem sobre os sérios problemas causados à população pelos eventos ambientais que nos últimos anos tem atingido a capital.

Veja a síntese das manifestações dos vereadores e vereadora petista:

Foto Rozane Dalsasso
Sofia Cavedon destacou que é muito importante que a Câmara abra um espaço de debate sobre o que fazer após o vendaval que ocorreu na cidade de Porto Alegre. "Vamos concordar que este evento foi extraordinário e que destruiu parte da cidade, trazendo transtornos e desafios para a gestão atual", disse. A vereadora ressaltou que, ao ficar sem água e sem luz, as pessoas esqueceram das diversas árvores que caíram, lamentavelmente. "Precisamos entender mais sobre a nossa flora. Saber se estamos manejando bem as nossas árvores para que elas não fiquem ocas e mal podadas", lembrou.

Engenheiro Comassetto destacou que catástrofes como enchentes e ventanias sempre existem e lembrou que os gestores devem estar preparados para enfrentá-las. Entende que isso não aconteceu porque Porto Alegre não tem seu plano emergencial de enfrentamento a catástrofes. Condenou a terceirização dos serviços que, segundo ele, enfraquecem na execução dos serviços. “A empresa diz que executou o serviço, não fez e recebe os recursos”, lembrou o vereador.

Alberto Kopittke disse que a cidade vive de eventos extraordinários e as tempestades representam estes momentos. Questionou a estrutura da prefeitura de Porto Alegre nestes casos e condenou também a terceirização dos serviços. “As empresas não assumem a culpa pelo serviço não realizado”, lembrou Kopittke, cobrando um plano estrutural da administração municipal bem como um plano de adaptação às ocorrências climáticas, concluiu.

Veja aqui as explicações dadas.