terça-feira, 26 de abril de 2016

Comissão de Educação avalia estruturas de ginásios de escolas do Mario Quintana

Foto Arquivo Smed
A Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Juventude (Cece) da Câmara Municipal de Porto Alegre visitou, na tarde desta terça-feira (26/4), as Escolas Municipais de Ensino Fundamental Timbaúva e Wenceslau Fontoura, ambas localizadas no Bairro Mario Quintana. Os parlamentares organizaram reuniões com a direção das instituições para tratar de temas referentes às demandas decorrentes do Orçamento Participativo na região, que englobam a construção de coberturas plásticas ou de cimento que possibilitem o fechamento dos ginásios de esportes das respectivas escolas. O objetivo é evitar os transtornos causados pelos fortes temporais e o calor excessivo e ainda reforçar o policiamento da Guarda Municipal na comunidade.

A primeira escola visitada foi a Timbaúva. Segundo a diretora, Maria de Fátima Carneiro Monteiro, o pedido para o fechamento da quadra de esportes é uma demanda pendente do OP desde 2005. “Faz muitos anos que nós tentamos arrumar o ginásio de esportes e a cancha coberta da escola. Queremos que a comunidade possa também usufruir este benefício para proporcionar mais integração social e qualidade de vida. A Timbaúva foi fundada há 15 anos e tem 863 alunos atualmente. O nosso maior objetivo é trazer a comunidade para dentro da escola. Ter um estádio coberto na região é o mínimo de respeito que esperamos”, refletiu.

De acordo com Maria de Fátima, a Secretária Municipal de Educação alega não ter verba para a obra. “A verba para efetivar a devida cobertura do ginásio pertence às áreas de educação, e, na hierarquia dos valores, nunca entram como prioridade. Essa demanda vai ficando então pendente até segunda ordem”, finalizou.

União de estudantes

Foto Juliane Guez/PMPA
Na Escola Wenceslau Fontoura, a diretora que recebeu os vereadores, Sandra Hass Siebel, destacou que o pedido de providências feito à Cece foi originalmente construído pelos alunos do Grêmio Estudantil do colégio. “Na primeira semana de aula de 2016, os estudantes organizaram-se numa comissão, fizeram um abaixo-assinado formal e foram nos cobrar a construção do ginásio de esportes a ser implantado no terreno anexo (demanda desde 2002 pendente), além da cobertura da quadra já existente. Nós temos que dar os parabéns para esses jovens que são alunos empenhados e esclarecidos”, ponderou a diretora.

Para os estudantes líderes do projeto do Grêmio Estudantil, Pablo Soares Bandeira, Gabriel dos Santos Rosa, Adrieli Dorneles Gomes e Ana Caroline Pacheco Gomes, a grande esperança agora é colher o maior número de assinaturas para se conseguir maior mobilização da sociedade, a fim de demonstrar ao governo municipal a grande importância do projeto para a comunidade.

Fonte: Portal da CMPA