sexta-feira, 8 de abril de 2016

Moção contra médica que se negou a atender filho de petista será votada na quarta-feira

Foto Guilherme Almeida/CMPA
Nesta quarta-feira dia 13 de abril, a partir das 14h, será votada na sessão plenária da Câmara Municipal de Porto Alegre, a Moção protocolada no dia 31 de março pela Bancada do Partido dos Trabalhadores, que repudia a atitude da médica pediatra Maria Dolores Bressan, que se negou a continuar atendendo o filho da vereadora suplente Ariane Leitão, ex-secretária Estadual de Política para Mulheres, por ser filiada ao Partido dos Trabalhadores.

A moção também repudia a posição do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers), que, na fala de seu presidente, Dr. Paulo de Argolo Mendes, apoiou a atitude da pediatra.

Após ser votada, a moção será encaminhada ao Simers, à Drª Maria Dolores Bressan, ao Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Sul, à Associação Médica do Rio Grande do Sul, à vereadora suplente, Ariane Leitão, à Secretaria Municipal de Saúde e à Secretaria Adjunta da Mulher, da Secretaria Municipal de Direitos Humanos.